domingo, 10 de maio de 2009

Fora da tomada

Não sei se os outros também são assim, mas tenho uma necessidade enorme de manter minha vida sempre sob controle. Minhas metas, meus prazos, minhas responsabilidades. As pendências da semana no trabalho e na faculdade, o saldo e os próximos lançamentos na conta-corrente, o deadline dos freelas, o número de treinos do mês. Mesmo que eu me autorize a ter momentos de descompromisso, uma jogação ou um pilequinho, sei exatamente quanto tempo irá durar cada lapso de descontrole, quando ele vai terminar, quanto terei que descansar e a hora que o relógio voltará a funcionar normalmente e eu voltarei a produzir. Tudo planejado. As coisas precisam andar, eu preciso progredir, tudo depende de mim e está sempre na minha mão.

A gente se ampara nessa sensação de controle, mas ela não passa de uma ilusão. Achamos que podemos comandar tudo, mas a vida é mais forte do que nós. E às vezes ela trata de baixar nossa bola, dá um breque no nosso complexo de Superman e mostra que quem dá as cartas é ela. E simplesmente arranca o fio da tomada. E os nossos planos, obrigações, compromissos - importantes, inadiáveis, imediatos? Tudo pode esperar. O mundo lá fora, ele continuará girando, mesmo sem a gente.

Agora que estou fora do páreo, tenho espiado os giros do mundo exterior em doses bem homeopáticas. Dou uma olhada de relance, não posso me envolver muito: logo me canso e preciso me poupar. A Diurese Cultural que cobriu de mijo o centro de São Paulo... a farra das passagens aéreas em Brasília... as novas festas da Parada Gay... a crítica a elas feita pelo meu amigo Uomini (mesmo sem dizer nada de novo ou revelador, ele gerou uma grande repercussão, sinal de que muitas pessoas pensam da mesma maneira)... a gripe suína chegando ao Brasil... o tal trailer do filme que mostra o amor entre dois irmãos... os assuntinhos da hora são meros flashes que vêm e vão, e não preciso me mexer, interagir ou dar minha opinião. Outras pessoas certamente farão isso por mim, e a vida segue.

Não sei quanto tempo permanecerei desconectado. Minha mania de controle adoraria dizer que o blog ficará parado por xis dias, mas eu não tenho essa resposta. Aceito, afinal, que nem tudo está sob o meu controle. Dentro do possível, estou bem. Tenho uma mãe incrível, que está sempre ao meu lado e tem me dado umas demonstrações absolutamente tocantes de amor e dedicação. Ela está passando um Dia das Mães ingrato, mas farei questão de recompensá-la e levá-la para comer num lugar incrível quando eu estiver bom (e também puder comer). Os amigos - aqueles que importam, os que honram o status da palavra - também têm mostrado interesse e preocupação. Não desistam deste blog: pensem nisto como um simples "até breve". Agora preciso descansar e cuidar da minha saúde, mas voltarei à ativa assim que estiver pronto para outra. É tudo o que tenho a dizer no momento. Obrigado pelo prestígio de sempre. Beijos a todos.

25 comentários:

uomini disse...

Thi,
Você nos surpreende com um texto brilhante mesmo quando decide compartilhar um momento chato e de (breve!) indisposição. Que um manto de boas energias o cubra para trazê-lo novamente para o "páreo". A vida não segue da mesma forma sem você! Te adoro!!! Cris.

M.G.R.Tocchetto disse...

Thiago,
Vc nem me conhece e tô passando tb por um momento assim-assim. Nestas horas, palavras valem muito pouco. Soam livros de auto-ajuda ou mesquinho sentimento de pena. Melhor o silêncio. Ou um gesto de quem nem te conhece, mas gosta muito dos teus textos e mais ainda da tua pessoa. Um beijo terno na tua fronte.
1000ton.

marcelo dalla disse...

Ei querido! Gosto da forma como escreve. Seria legal dar uma olhada em seus trânsitos astrologicos, se quiser posso ver isso pra vc. Abraço

Diógenes de Souza disse...

O mundo pode até continuar girando, mas, normalmente, não. Não adiantaria falar muita coisa, pois as palavras, como disse o M.G.R.:" Soam livros de auto-ajuda ou mesquinho sentimento de pena". Que tudo isso seja breve e te traga muito melhor do que vc já é. Um grande abraço!

Fabiano (LicoSp) disse...

torço para uma rápida recuperaçã. e q esteja conosco o + breve possível. Com certeza o mundo continua a girar +, mas cada um deixa sempre a sua marca, o brilho d uma estrela q junta ilumina o todo.

bjs do Lico

Andre Garça disse...

vai fazer falta... :/

Ronaldo Souza disse...

Pode soar forçado, mas aprendi que "há tempo para tudo sob o sol". Também já fiquei de molho várias vezes, sempre com mamãe por perto, até lutando contra meu mau humor. Paciência, não é para sempre. Abraço,
Ronaldo Souza

Anônimo disse...

Estimo sua melhora, sinceramente.

Lucca Koch disse...

fará falta, mas melhore, e volte com seus otimos textos""

O Entretido disse...

o que quer que seja espero que tudo fique bem logo. abraço.

ManoelBR disse...

Poxa... não tinha certeza de que o post anterior fosse sobre você, porém agora não resta dúvida. Pronta recuperação pra vc!

Daniel disse...

Take comfort in your friends

Marco de BH disse...

Um forte e demorado abraço nesse início de semana. Força amigo!!!

Alê Vitta disse...

Muita forca e energia pra você! Quero te ver firme e forte com J.Luis -13/6,os ouvidos agradecem.
Quando crescer quero escrever como vc!
Abraços!
Alê Vitta

Sergio Ripardo disse...

dar um tempo faz parte, é necessário. só não apague o histórico, a gente sempre se arrepende...

deco disse...

Desejo que se restabeleça e volte logo. Seu blog é referência para muitos.

poor guy fashion victim disse...

QUE TUDO CORRA BEM E VOLTE DEPRESSA

fabricio disse...

Fico aqui torcendo por seu rápido reestabelecimento e por novos posts. Muita saude e um grande abraço.

fabricio disse...

Cara sou exatamente como você descreveu no primeiro paragrafo. Sempre controlo tudo mas de vez em quando me permito sair um pouco do trilho. Espero que volte logo. Seus posts farão falta porque espelha o que somos. Grande abraço.

M. disse...

Melhoras rapaz!
ABS

poor guy fashion victim disse...

Olá gajo,

Um óptimo report Otosson, Daniel (2009. Homofobia do estado no Mundo: http://www.ilga.org/news_results_b.asp?LanguageID=1&FileCategoryID=30&ZoneID=21&FileID=1161

Paulo R. F. Braccini disse...

Olá amigo ... repassando ao seu Blog um selo que recebi ... parabéns pelo trabalho e criatividade ... pegue o seu em:

http://paulobraccini-filosofo.blogspot.com


Paulo Braccini

Paulo R. F. Braccini disse...

ps: e q vc re-encontre o seu caminho e o retome . isto faz parte da vida . mas não devemos perder muito tempo nestes desvios.

Tiago disse...

Oi xará, apesar de parecer algo grave, parece que seu problema já está sob controle. Espero que você melhore logo e retome o blog. Abracos de Berlim!

Anônimo disse...

espero que voce esteja bem e se recuperando.
aprendi que nao precisamos correr tanto, devemos aprender a respeitar estes tempos, tudo no seu devido tempo.
estou saindo de uma fase similar e aprendi que a vida pode ser muito mais bacana.
be happy!