quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Nesse país lugar melhor não há

Eu tinha que encerrar esse período sabático com uma viagem, néam? Pois estou embarcando logo mais para Brasília. Vai ser minha segunda vez na capital federal - a primeira rendeu um sobe-e-desce que dividiu opiniões no blog. "Mas o que você vai fazer lá?", ainda me perguntam alguns. Tenho bons amigos para rever. Desta vez, levo várias indicações gastronômicas no bolso, que pretendo conferir na medida do po$$ível. Entre as 20 dicas que reuni, fiquei mais empolgado com o peruano-contemporâneo Taypá, a comfort food do Panelinha e o sorvete da Saborella, que é uma verdadeira unanimidade. Vou aproveitar para me jogar na noite - a label party Fun, do querido Fernando Toledo, vai fazer sua última edição na Blue Space antes do fechamento do clube. E last but not least, espero finalmente poder conferir os pores-do-sol vermelhos que fazem a fama da cidade. Já sei que a Ermida Bom Bosco é um dos melhores cenários para isso. Com a estiagem dessa época do ano, não vou passar meus dias embaixo d'água, como da outra vez!

3 comentários:

Daniel disse...

Jamais compreenderei essa modinha dos peruanos. MAs tudo bem, eu sou ictiófobo.

TONY GOES disse...

Comida peruana é boa demais!

Ou melhor, as comidas. É tão (ou mais) rcia e variada que a brasileira.

Thiago, vá ao peruano, falta no seu currículo. Você vai adorar o suspiro de limeña.

Daniel, eu também sou ictiófobo, mas a comida do Peru vai muito além do ceviche. Me refastelei em Lima e Cuzco, um lugar melhor que o outro. E até os pratos com peixe são bons.

Thiago Lasco (Introspective) disse...

Tony, eu já fui a dois peruanos, um em SP e outro em San Francisco. E adorei! Vou tentar puxar a sardinha da galere pra esse lugar, a ver lo que pasa tonight. Besos!