quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Maçã podre

Quando escrevi aquele polêmico post "do contra" (que bateu recorde de comentários) eu disse que havia me arrependido de ter comprado um iPhode. Aos que pensaram que falei mal do gadget da Apple só para chamar a atenção, devo admitir: aquelas poucas palavras não fizeram justiça com ele. Mas agora chegou a hora de compensar meu erro, e escrever um post decente que esteja realmente à altura do que o aparelhinho realmente é. A maior fonte de desgosto e aborrecimentos que um consumidor desavisado pode ter desde que a LG começou a vender suas porcarias descartáveis no Brasil (desbancando a antiga campeã CCE).

A primeira crítica que fiz foi quanto ao fato de que é preciso depender do iTunes para tudo: para acessar o conteúdo, importar músicas ou criar listas de reprodução, o bom e velho Windows Explorer não serve. Mas o programa, bastante pesado, foi criado para atrapalhar o usuário. Para começar, as músicas que você tem no seu disco rígido não ficam imediatamente disponíveis: você precisa importar tudo manualmente para o acervo do iTunes. Na medida em que baixar mais do eMule, terá que se lembrar de repetir essa operação "artesanal", ou você nem visualizará as músicas.

Detalhe: para usufruir das benesses de acessar o conteúdo por artista, álbum, gênero etc., você terá que preencher todos esses campos manualmente, música por música, já que em boa parte das faixas baixadas o artista e o nome da música vêm misturados no mesmo campo. E ai de você se resolver dar uma organizada no seu Explorer e mudar algumas músicas de lugar - o iTunes não as localizará mais. Você terá que apagar os 'links' do programa, reimportar cada música novamente, preencher os campos todos de novo. Pra que simplificar se é possível complicar, não é?

Escrevi que o som do iPhode era baixo. É baixo mesmo - ando com o volume perto do máximo o tempo todo, e olha que não sou daqueles fritos-sem-noção que dançam com os ouvidos colados na caixa de som. Depois, fui descobrir que os iPods vendidos no mercado europeu (o meu, eu trouxe de Barcelona) são baixos mesmo, para proteger os ouvidos dos consumidores. Ou seja, eles decidem por você em que volume você deve escutar a sua música. Se você der o azar de pegar MP3 que já são mais baixos (qualidade menor, o que é comum em músicas mais raras), terá que pedir silêncio a quem estiver conversando ao seu lado, ou pedir para o motorista do ônibus descer a avenida em ponto-morto, para fazer menos barulho.

Antes que me avisem, já mexi naquela função de 'limitador de volume' do menu. E já tentei baixar os tais softwares que prometem 'destravar' o limite europeu, mas eles reprogramam de tal maneira seu iPhode que o computador não consegue mais reconhecê-lo. Para conseguir usá-lo novamente, você precisa formatá-lo (voltar à configuração de fábrica), o que restituirá o bloqueio do volume - e eliminará todas as músicas que você tiver nele.

Mas tudo isso é fichinha, café pequeno. Se esses fossem os únicos inconvenientes do iPhode, eu acho que nem me daria o trabalho de escrever este post. Mas eis que vivi o auge da minha traumática experiência iPhodística, o clímax do desgosto, o tiro de misericórdia no último ato da ópera. Meu computador deu pau (fiquei dez dias sem postar nada, viram?) e perdi a minha MP3teca querida, suada e sofrida. Ora, não há motivos para desespero se você passou as faixas para o seu iPhode, certo? Afinal, é como se você tivesse ali um backup dos seus arquivos; depois é só arrastar as músicas pro computador novo, y ya está. Certo? ERRADO! Essa maravilha tecnológica da Apple só se relaciona com um computador, aquele pelo qual foi configurada.

O que isso significa, respeitável público? Que não dá para ter de volta no computador as músicas que estão no iPod, já que este não reconhece a nova máquina. Para que o iPod possa interagir com o novo computador, será preciso reformatá-lo (voltando às configurações iniciais de fábrica), o que, por sua vez, me obrigará a perder tudo o que está armazenado dele, eliminando definitivamente o backup de músicas que qualquer outro player do mundo recuperaria. Que tal isso? Estou com minhas músicas presas no iPhode, sem poder gravá-las em CD ou tocá-las no computador, e meu iPhode preso nessas músicas, já que, para alimentá-lo com novos dados eu teria que reformatá-lo e perder todo o seu conteúdo.

Só me resta concluir que toda unanimidade é mesmo burra e duvidar ainda mais do que a maioria elege como hype. Como prêmio de consolação, tenho a reportagem de capa da última revista EXAME, que conta que o Sr. Steve Jobs, fundador da Apple, foi abatido por uma grave e misteriosa doença, e teve que se afastar do comando da empresa. Querido Jojó, no que depender da força das minhas "mentalizações positivas" para seu pronto restabelecimento, você e seu pâncreas terão o mesmo destino de todas as músicas que garimpei com afinco, cataloguei com critério e organizei com carinho no meu iPod: vão virar farelo.

30 comentários:

Clebs disse...

Entendo sua irritação, é mais do que o normal. Eu tenho um Iphone e sei que o que é de legal é de fustrante.

A revista Veja, em seu Guia, já mostrou programas gratuitos e um que custa R$60 que, ao trabalhar com o Itunes, liberam o conteúdo do Iphone/Ipod para o computador e vice versa.

Ainda não testei, mas diz que funciona de verdade...Vc poderia passar a sua lista para qualquer PC com o tal programa instalado (+Itunes) ou ouvir o conteúdo do Iphone SEM precisar passar as músicas para o PC.

=P

Tony Goes disse...

É o que dá usar PC, hahaha. Usei Mac a vida inteira e nunca tive problema com o iTunes ou o iPod.

Quando você coloca um CD no seu computador, o iTunes acessa a CD Database e pega o nome de todas as músicas automaticamente - você não precisa ficar escrevendo o nominho de uma por uma.

Quando você baixa uma música pela Apple Store ou pelo LimeWire, ela vai direto pro iTunes, sem você precisar fazer mais nada.

Se você acha o som do iPod baixo, experimente trocar o fone original por um mais potente - é incrível a diferença.

E nunca mais ouse falar mal da Apple, senão vou ter que eliminá-lo.

introspective disse...

Clebs: depois da minha experiência anterior com um desses softwares, tenho medo de instalar e perder de novo o meu conteúdo...

Tony: Eu estava contando os segundos para o fanático lobotomizado da Apple vir defender os indefensáveis. Eles são sórdidos: para vc não ter problemas, só usando o player deles com o computador deles (Mac) e comprando na loja deles (Apple Store). Gente que conquista mercado com essa falta de escrúpulos não merece ver a cor do meu dinheiro. Pode ficar com o seu Mac. E meus fones já são melhores do que os de fábrica, que só usei uma vez. E os nominhos que escrevo são das músicas que baixo da net. Os álbuns de casa ele escreve sozinho - com umas bizarrices como chamar qualquer coisa de rock de "Alternative" e qq coisa eletrônica de "Dance"...

Daniel disse...

Calma, Thiago.
todos os problemas que você falou são contornáveis.

Quanto a organizar as músicas, eu configurei o itunes pra manter os arquivos organizados. Assim, quando eu importo uma música pra ele, eu mando ele "criar arquivo MP3", ou seja, copiar o arquivo e apago o original da biblioteca. Agora ficou uma cópia arrumadinha por Artista/álbum na pasta 'minhas músicas'.
quanto ao nome do artista/música. é um saco, mas vc tem q fazer isso manualmente mesmo (se o arquivo já não vier com o TAG certinho).
Quando se baixa arquivos soltos, vem muita coisa errada. Baixando álbuns completos, o TAg costuma vir já arrumado.

quanto a importar as músicas de volta, também é simples. Conecte o ipod/iphone no novo computador. abra o itunes no "disk mode". ele NÃO vai reconhecer como ipod/iphone, certo? ótimo. simplesmente adicione as pastas com os MP3 na biblioteca do iTunes (não esqueça de marcar a opção de copiar arquivos para a memória do computador)
assim ele adiciona tudo na biblioteca e copia pro seu HD já arrumadinho na pasta "minhas músicas".
coisa de quem tem TOC de itunes. :P

Andre Garça disse...

Oi Thiago! Antes de tudo, sou um "Nokia User" convicto! Acabei de ganhar da TIM um E71 e estou felizzzzzzzzzzzzzz da vida... Podia pegar um iPhone, mas...

Eu até tenho ipod, mas porque descobri um plugin, que comprei, e faz maravilhas, deixando voce usar seu ipod com o Window Media Player... ou arrastando e jogando qualquer coisa pra lá. Deve funcionar com o iPhone. Dá uma lida no site: http://www.mgtek.com/dopisp/

Tenho horror ao iTunes!!!!

Pegante disse...

concordo que a parte de ter que digitar os artistas e músicas é um saco, mas já incorporei à rotina.

e não consigo deixar em branco o campo com gênero musical, no mínimo entra um irritante "Other" ali.

meu Ipod é americano, então não tive problemas com volume. Aqui acho que sua raiva está mal-direcionada; não acredito que tenha sido decisão da Apple. Me parece coisa da União Européia, o povo de Bruxelas adora criar diretrizes para tudo.

Não tenho Mac, nem sou fã. Mas sou casado há 4 anos com meu Ipod. Meu companheiro fiel em almoços, compras no supermercado e, principalmente, viagens! Até tomo cuidado para ele não aparecer em todas as fotos. Ele não reclama, só me dá prazer, está sempre disposto, tudo que ele pede é ser carregado na tomada.
Só agora depois de 4 anos de muito uso (mais rodado que eu) é que acho que está começando a dar algum mau contato com os fones de ouvido. Mas, por enquanto, nada que justifique um divórcio ou uma substituição por um mais novo.

Ah, gostei das explicações do Daniel aí em cima, mas vou ter que ler 3 vezes para entender como funciona.

Daniel disse...

Os fones originais do ipod são o calcanhar de aquiles mesmo. Prefiro da Sony com reforço e graves.

Também sou 'nokia user' irrecuperável. Nem me vejo usando outra marca.

Fernando disse...

Ahem... Sem querer alimentar a polêmica, mas comprei o iPod Classic por causa dos 80gB de capacidade, assim eu não preciso ficar carregando as coisas em trocentos pen drives diferentes. Mas já aconteceu comigo de me descabelar por perder as músicas qdo formatei meu pc, e vi esse negócio se só poder ter biblioteca em um pc. Se você ainda não conseguiu recuperar suas músicas, é só baixar o iDump, um programinha leve e que recupera todas as suas músicas do iPod pro PC em minutos, sem perder tags e outras coisas... Espero que ajude.

Ah, adoro seu blog. Muitos textos excelentes, parabéns. Abs.

Jack disse...

O iPod é vagabundo mesmo, mas entre os players de música, ainda acho dos melhorzinhos. Mas também acho escroto você ter que usar tudo da Apple para poder "dar certo" (nem assim é garantido, ouvi dizer). E a Apple Store, pelo menos até a última vez que eu tentei usar (tudo bem, tem quase um ano isso) não aceitava compras de usuários no Brasil, então de que adianta? Mesmo que você queira ser "correto" e comprar a música, acabamos tendo que baixar músicas na internet mesmo, nos e-mules, soulseeks da vida. Acabo que fico morrendo de preguiça de atualizar o iPod todas as vezes em que baixo músicas novas. Ahn, e um amigo já usou desses programinhas para importar músicas do iPod e funcionou bem!

Naira. disse...

oi thi, tudo bem?

tive os mesmos problemas que vc e tb fiquei bem decepcionada com o ipod.
o meu por exemplo tem video, até hoje nao sei como faz pra enfiar um video nele, já que necessita de outro programa além do itunes....mega chatice.
E olha que todo mundo que conheço acontece a mesma coisa, as pessoas não conseguem usar nem 50% das funções disponiveis....
enfim.... vou pegar as dicas do povo ai de cima pra ver se consigo fazer melhor uso do meu
bjos

whateveeer disse...

Eu prefiro mil vezes meu cel. Sony Ericsson que passa as músicas rapídissimos num USB furioso do que qualquer merda esquizofrenica da Apple.

Já queimei mais de 20 DVD's graças a um OX X 5 furioso que todo mundo achava o máximo "ui ui ui é tão lindo, tão bonito, não da pau".

Leo disse...

Confesso que não tenho problemas com meu Ipod. O chato mesmo é depender do Itunes pra tudo!

Mas quanto ao das músicas por artista e álbum, você pode organizar tudo o que você baixa do Emule em pastas por artista, álbuns, estilo musical e afins; e "arrastar" a pasta direto para o Itunes, e de lá para o Ipod.

Assim poderá acessar de maneira rápida as músicas que você quer.

Eu faço assim. Não sei se é esse o seu problema, mas ficadica.

Abração

Leo

Renato Borges disse...

Como disse o Fernando, o iDump consegue copiar as músicas do Ipod para o PC.

Mas concordo com todo o resto: a Apple faz coisas ultra proprietárias quando caminhamos para a liberdade da informação. Sem chance.

Como ainda não inventaram nada mais bunitinho que os brinquedinhos da Apple, tem uma solução chinglig para o problema: HiPhone

donna_sc disse...

é bom ler um review que não diga o que todo mundo diz e repete o tempo todo. acho que uma das coisas legais do mercado é justamente "sacar" que diferentes consumidores têm necessidades específicas que não vão, sempre, na mesma direção da maior parte das pessoas. =)

Fabiano (LicoSp) disse...

Eu num tive um iphone, mas tive um Ipod Touch. E compartilho da sua indignação com alguns recursos que a Apple nos obriga a engolir.

Se formos pensar hoje existem muitos smartphones com N recursos a mais e muito + simples no uso que o Iphone, mas que não tiveram o devido mérito, caso do Samsung Omnia que eu tenho.

Não me arrependo de ter trocado, pelo menos fiz valer o dinheiro pago.

Lindinalva Zborowska disse...

estoy com sua realeza tony goes e não abro. me dá seu iphode-gostoso, que te compro um mp4-chingling. e ps. tem como recuperar todas as suas músicas de volta, sim!! e aprenda a fazer back-up meu amoire!! e aquele seu amigo espanhol até que dá um caldo, viu... será que rola um babado?? ui! falei!!

Frederick disse...

uma dica

procure pelo "floola" na internet. ele copia musicas para o ipod sem problemas e sem estes limites de só copiar o arquivo de e para o PC original.
uso ele no meu ipod e nao tenho o que reclamar, é só arrastar para o programa e criar a playlist.

fabricio disse...

Ainda prefiro um MP3 generico de boa qualidade que fala com o Windows Explorer e me dá zero dor de cabeça...boa sorte.

ANDRÉ MANS disse...

uso PC e consigo usar direitinho o Ipod... e sobre o volume o meu é altíssimo... compre um fone potente!
meu não, pois é o ipod é do marido, mas fica comigo
hehehe

bj!

ManoelBR disse...

Sinceramente eu também não me empolgo com o iPod nem com o iPhone. O primeiro, pois não tem rádio. Sim, eu não abro mão de ter rádio disponível. Vou saber de trânsito e afins via podcast??? O segundo, porque é MUITO desajeitado: tamanho incômodo (mesmo sendo fino), impossível de usar com apenas uma mão. Portanto, ainda prefiro Nokia: robusto, bem resolvido e muito funcional. iPhone é o StarTac de hoje: hype que você compra pra aparecer, mas que vai jogar no lixo assim que seu vizinho B tiver comprado um igual.

Paulo disse...

Olha, considero meu iPod como meu filho, ouço ele praticamente o tempo todo!! Concordo que o ter que utilizar apenas o iTunes é um saco, mas vale a pena, não troco por nada do mundo. Aliás, quero trocar sim, por um maior!

Hmmm... você está com suas músicas no iPod e não tem mais no computador, é isso? Deu um pau no meu computador e eu perdi todas minhas músicas ano passado, ficando com elas apenas no iPod. Descobri como puxá-las do iPod para o computador novamente, mas tive que renomear manualmente quase 5000 músicas... Se precisar de dicas para puxar as músicas do iPod para o computador, me dá um toque no msn!!


beijo!

David® disse...

Ao ler o texto imaginei que vc teria respostas explicando detalhes técnicos mas acho que sua indignação é comparada com a minha qdo minha mãe dizia pra mim: "minha casa, minhas regras"...rs
Se vc optou por um produto da Maçã Podre, tenho certeza, que já sabia alguns dos problemas que enfrentaria. Só não calculou o custo da oportunidade entre ter um IPhone (seja por qual motivo)x ter um produto que atenda o máximo possível das minhas necessidades.
Não é isso?
Abraços e bom final de semana

Paparazzo disse...

Realmente é frustrante comprar algo tão caro que não tem comunicação com computadores de qualquer marca.
Por exemplo, eu estava em Floripa e ouvi uma música ótima na balada. Fui numa lan house e baixei no meu mp3. Se fosse Iphone teria que voltar uns 800 quilômetros ou instalar um famigerado software.
E o pior é que as pessoas ficam falando no post que vc deveria baixar tal sofware. É o fim. Quando compramos algo tão caro, a gente quer usar e não precisar comprar um fone melhor, instalar um programa de 60 reais, chamar um técnico. Meu, isso é um saco!
Adoro seu blog! Leio sempre! Beijos

Alexandre Lucas disse...

Concordo em gênero, número e grau. E o Tony leva isso, como todo aficcionado dessa marca, como religião, hehehe.

Mas por isso tenho computador dual boot. O Linux tem programas que baixam de volta as músicas do IPod pro HD e depois vc volta pro Windows e "reimporta" as mesmas. Mas que é frustrante esse ITunes, isso lá é...

Sergipano disse...

Tô com o Gogear da Philips e não me arrependo.

Alexandre Lucas disse...

O IPhode não é ruim, desde que vc saiba domesticá-lo. Espero que não tenha formatado ainda suas músicas.

Diógenes de Souza disse...

Nem tenho Ipod, mas já vejo um motivo para não comprá-lo. A dica do "Floola", aí em cima, é válida. Um amigo meu usa e nao tem problemas em colocar o iPod em qualquer PC que seja, inclusive no meu, quando quero algo.

André · disse...

Dica: vende seu iPod no Mercado Livre e compra um "MP7" de camelô.

Dica 2 (vale para todo mundo que usa computador): já ouviu falar de backup?

Dica 3: não deseje o mal para ninguém, o mundo dá voltas e a gente nunca sabe o dia de amanhã.


Caí no seu blog através de um link no blog da Lindinalva, ia até assinar seu feed, mas depois deste post, quero distância do seu fel!

MUITO FLANCA!

Gui disse...

Ai, preguiça dessas coisas tecnológicas.

Agora repita comigo, Thi: "Praga eu não rogo, mas um bom fim não há de ter!"

xarux disse...

Se voce soubesse usar o google nao teria nenhum desses problemas! =) saiba q seu ipod tem um regulador de volume maximo, va na settings dele e aumente o regulador, caso ache q seu ipod nao tem volume maximo suficiente... só te digo uma coisa!

MALDITA INCLUSAO DIGITAL !!