terça-feira, 27 de janeiro de 2009

O duelo dos hambúrgueres

No finzinho de 2008, o Guia da Folha fez uma enquete pedindo que os leitores escolhessem as melhores comidinhas do ano em diversas categorias. Entre os hambúrgueres, venceu o The Fifties, com 29% e larga vantagem sobre os demais colocados. O que só confirma que a voz do povo está cada vez mais longe da voz de Deus: a rede vem ganhando novos endereços, mas a qualidade da comida despencou ladeira abaixo. Carro-chefe do menu, o pic burger está seco e massudo (num dia bom, o Burger King faz melhor) e as batatas fritas estão intragáveis - impossível não deixar no prato.

Triste é lembrar que eu já considerei o TF o melhor hambúrguer de São Paulo, quando a casa abriu as portas, no embalo de outras hamburguerias "temáticas" (as finadas Uncle Bob e Rock Dreams, que deixam saudades, e a medíocre Rockets, que esqueceram de fechar). Depois, vieram o General Prime Burger e a Lanchonete da Cidade: os hambúrgueres do GPB e os milk shakes da LC viraram meus favoritos. Mas o General, que sempre teve o rei na barriga, começou a dar umas derrapadas sérias e acabou ficando caro demais. O Joe & Leo's daqui não manteve o mesmo nível da matriz carioca. O Ritz até faz bons burgers, mas não tenho coragem de ir lá e não pedir o linguini com camarão e abobrinha ou os pratos do dia de que tanto gosto. Resultado: desde o final de 2007, meu hambúrguer preferido vinha sendo o cheese salada do AChapa da Alameda Santos, malpassado do jeito que eu gosto.

Fui descobrir meu novo eleito por acaso, fugindo do trânsito da Brigadeiro por uma rua que não costumo usar. Numa esquina do pedaço mais calmo do Jardim Paulista (Batataes com Joaquim Eugênio de Lima), um lugarzinho simpático me chamou a atenção e logo voltei para conferir. É o St. Louis. O ambiente fofo e intimista conquista logo de cara: um pequeno salão retangular, com paredes verdes decoradas com penduricalhos norte-americanos de época, cuidadosamente dispostos em prateleiras. Nas mesas, toalhas quadriculadas vermelhas e longos bancos de madeira dão um toque autenticamente caseiro e interiorano.

Mas o que interessa é a comida, e ela me surpreendeu. Suculentos, os hambúrgueres feitos no char broiler ainda têm aquele sabor artesanal que as redes perderam. O que eu pedi, Champ Burger, levava cogumelos salteados e queijo suíço derretido - simples e delicioso. Para acompanhar, batatas fritas sequinhas e crocantes à perfeição, e um potinho de cole slaw mais do que digno. O cardápio também tinha hot dogs vistosos e grelhados bem interessantes, a preços bastante justos para a região. Na parte de bebidas, os milk shakes prometiam, mas apostei na berries lemonade, com frutas vermelhas esmagadas, refrescante e bem melhor do que aquelas limonadas cor-de-rosa que eles fazem nos Estados Unidos. Segurei a onda e não pedi a torta de maçã, que tem boa fama.

O lugar é super low profile: pára no meio da tarde, fecha cedo (23h), não abre às segundas e tem apenas dez mesas. A impressão é que não querem crescer para continuar servindo com capricho. Um desses lugares de bairro que, sem fazer muito alarde, tornam-se cultuados por poucos, como um segredo bem guardado. O antídoto perfeito para o espírito de junk fast food que tomou conta do The Fifties.

21 comentários:

Fabiano (LicoSp) disse...

Interessante, vou experimentar l[a qq dia destes. Só espero que não crescam mesmo, acho que depois que alguns locais saem em jornais ou revistas perdem o ar intimista e boa parte da qualidade.

Atualmente um dos meus melhores locais para um hamburguer eh o New Dog, nunca experimentei o TF, pois sempre me falaram mal de lá, agora então é que nao vou mesmo...rs

Marco disse...

e tem o "ranchero chilli burger" com pimenta jalapeño e picod e gallo. minha sobremesa preferida lá é a "mud pie".
legal ver o st louis sendo descoberto.
(sou um leitor silencioso do seu blog - de que gosto muio inclusive - mas não resisti a comentar hoje)

Daniel disse...

Aqui no RJ, além do citado Joe & Leo's, também temos o Outback, Friday's, B-52's e o Johnny Pepper (que me vem à cabeça agora), além de uns menores como Banana Jack.

Fui experimentar esse Johnny Pepper semana passada e detestei. Achei muito caro para pratos muito pequenos. Atendimento estava meia boca também.

introspective disse...

Fabiano: O New Dog já existia na minha infância, mas eu sempre preferi o Joakin's, do outro lado da rua. Vá conhecer e experimente o hambúrguer creme de champignon, com um delicioso molho de strogonoff!

Marco: Eu não sou muito amigo de comida tex-mex nem pimentas em geral... prefiro essa mud pie ;) Apareça sempre!

Daniel: O Friday's chegou a ter quatro filiais em SP na década de 90, mas entrou em decadência e caiu no ostracismo completo quando o Outback abriu as portas. O Outback tem trocentos endereços e ainda assim vive lotado de aborrecentes barulhentos - espera sempre dramática! Sabe que vc não é a primeira pessoa que me recomenda esse B-52's? Pena que tanto a Tijuca quanto o Escada Shopping estejam fora da minha rota habitual no Rio...

Marco disse...

Oi Introspecthive.
Respondendo ao seu coment no meu blog: sim, é a canção da roberta flack que é tema de "play misty for me", filme do clint eastwood de 73.
abraço!

Autor disse...

Caí de paraquedas aqui e fui lendo e lendo.
Curti muito o espaço.
Fora que fiquei com água na boca por esse post.
Abraço

ludo diniz disse...

Já havia passado na frente e ficado com vontade de parar um dia lá com calma para conhecer.
Agora então vou agendar mais do que rápido um lanchinho por lá.

Celso Dossi disse...

Fica na esquina de casa hahahaahah
E nunca gostei do hambúrgueres do Fifties por causa da alface picada. Oó.

Gui disse...

Aqui tem o Copa Cafe tb, ne? ;)

Me leva la na proxima, pufavô?

David® disse...

Estou na 3ª tentativa de comentar e já estou ficando puto com o Blogger portanto serei breve.

- Vc definitivamente deveria escrever uma coluna sobre culinária e/ou turismo em alguma publicação. Mais pessoas deveriam ler suas "críticas/resenahs";

- Vc tem talento pois além do gosto apurado e a capacidade de analise (seja da comida ou local) ainda (des)escrever tudo de forma mto clara, coesa (vc será um ótimo jornalista)

Parabéns!

Abraços

David

Pegante disse...

só como carne vermelha quando vou ao Nordeste (mas acho que vc já ouviu isso, rs).

e ninguém quer ouvir opinião sobre hamburguer de frango, né?

r5 disse...

sempre passo na frente do st. louis, e sempre ensaio experimentar, mas até hj nunca. depois deste post... vamos finalmente à st. louis.

ps. depois da dica da brigadeiro em pinheiros estou começando a confiar cada vez mais nas indicações deste blog.

CELSO, se for no sl me avisa q eu vou tb.

uomini disse...

Oi Thi!
Puxa... Parabéns! Um texto com informações precisas, vários níveis diferentes de análise e que, principalmente, gerou aquela sensação de "água na boca"!

Congratulações!!!
Bjus
Cris

fabricio disse...

Tbém não consigo ir ao Ritz e não comer a massa com camarão e abobrinha..um must. Na prox. ida a sampa vou experimentar esse hamburguer e falo se vc tem razão ou não..Abraços.

Marcelo disse...

Thiago...vc tem que experimentar o hamburguer do PJ Clarck, considerado o melhor de NYC abriu as portas na Mario Ferraz...preços facadas, mas quem foi diz que é bem próximo ao da matriz.

Anônimo disse...

OOOOOOOLHA O JABÁ!!!

TRUQUEIRA!!

fabricedelassus disse...

Eu adoro o Ritz burger , ja foi na Chapa mas da rua Meio Alves e eu nao gostei , vou dar uma outra tentativa para alameda Santos , ver se concordo com voce rs

r5 disse...

já fui algumas vezes no a chapa da santos, mas pq me levaram. não é minha melhor opção de hamburguer. aliás, qdo penso em hamburguer penso no ritz ou no gpb.

David® disse...

Hoje, na hora do meu almoço, estava checando as "novidades" nas bancas e vi o especial da Veja "O Melhor da Cidade Comer & Beber-SP" e na hora pensei "o cara(*) do blog vai comentar"...rs...e ai, vai mesmo?

Abraços,

David

(*) eu sei que seu nome é Thiago,ok?

Christian disse...

Ficamos muito felizes por poder servir na "A Chapa" seus cheese salada mal-passados e saber que gosta tanto. Concordo com seu gosto ao também eleger a St.Louis dentre suas opções preferidas. Também acho.

Quando nos visitar novamente, me procure para continuarmos nosso papo...

abraço,
christian@achapa.com.br

Christian disse...

Ah...esqueci de convidar todos para nosso lançamento do O.R.B. (onion radicchio burger) montado com hamburger de calabresa em pão integral, em 01 de Outubro na lanchonete "A CHAPA".

Abraço,
christian@achapa.com.br