quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Definido em palavras

Um feto com a mão na boca. Chorão. Mamã, papá, quer sopa. Babão. Risonho. Menino. Azul claro. Eu gosto da mamãe. Vovô vê a uva. Autodidata. Quatro-olhos. Gordo, baleia, saco de areia. Bochechas rosadas, cachos dourados. A cara da mãe, com os sapatos enormes do pai. Introspectivo. Primeiro aluno. Criança solitária na hora do recreio. Diferente.

Dentro de casa, sentado na janela. Escondido. Canetinhas para colorir. Eremita. Inadequado. Timidez, mãos para trás. Desengonçado. Pré-adolescente. Acne e bermudas de flanela. Matinê. Nerd revelado – para o mundo. Maria-vai-com-as-outras. Ansioso por pertencer. Sonhador. Passageiro da balsa. Travessia, sem olhar para trás.

Maioridade. Vestibulando. Conquista. Respeito. Cabeça raspada, rito de iniciação. Debutante. Homem, apresentado ao mundo dos adultos. Altivo. Aventureiro. Acadêmico. Estagiário. Curioso. Súbito sexo. Intrépido, clandestino. Secreto. Fugitivo, esgueirando-se por entre as sombras. Masculino e feminino, nada define.

Compromissado. Juramento. Advogado. Inscrito, portador, associado, regulamentado. Padronizado. Sóbrio. Mogno, mármore e carpete. Anulado. Prolixo e rebuscado. Prisioneiro. Um homem em crise. No meio do nada.

Reviravolta. Acidente. Ruptura e recomeço. Contador zerado. Tiozinho da Sukita. Velhos sonhos em novas companhias. Frescor. Vontade de ir com sede ao pote. Brilho nos olhos. Ousado. Futuro, à frente, adiante. Radiante. Oxigênio. Resgatado – com vida.

32 comentários:

Rafael disse...

Parabéns! Pela trajetória e pelo texto.

Abraços

HSLO disse...

Maravilhoso texto...gostei.

abraços

Hugo

Daniel disse...

Uma semana sem post e você volta com um dos melhores e mais introspectivos posts do blog. Não me canso de dizer que os posts pessoais são sempre os melhores de qualquer blog. Se era pra ser uma crise criativa, você se saiu muito bem dela.

Só não entendi o 'tiozinho da sukita'. Impossível isso ser sobre você.

Introspective disse...

Daniel: na faculdade de Jornalismo, acho que foi assim que me viram. Afinal, para aquela garotada de 18 anos, ter dez anos a mais e andar engravatado é uma diferença enorme, é quase como se eu fosse da geração de alguns dos professores deles.

Paulo Braccini disse...

adoro os momentos introspectivos do Thiago ...

parabéns ... denso e forte mas lírico por demais ...

;-)

Antonio disse...

sublime! menino bom esse! :)

Gilberto Scofield Jr. disse...

Como introspectivo? Esse é um belo diário-revelação.

Don Diego De La Vega disse...

"Criança solitária na hora do recreio" vai ecoar em muita gente.....

Don Diego De La Vega disse...

Ah, como disse o Daniel, também prefiro os posts pessoais. ;)

beto disse...

se vc era o tiozinho da sukita na faculdade, então eu sou a versão masculina da disco sally do studio 54 (minus the coke addiction...) da Loca!

Gustavo Miranda disse...

Quantas coisas acontecem na nossa vida e a gente, às vezes, nem se dá conta! =)

Cris Morais Carneiro disse...

Que tiozinho da Sukita que nada! Não lembro de ter te visto com aquelas roupas rídiculas nem correndo atrás de meninos com aparelho nos dentes! Parabésn pelo ótimo texto!

Rodrigo Teixeira disse...

lindo por dentro e por fora. sorte nossa.

;)

kss's

Lobo Cinzento disse...

Acho incrível o poder que acidentes e riscos de vida tem de fazer a vida das pessoas passarem por transformações absurdas e impensáveis na sua ausência...

Não canso de me surpreender...

dogmanstar disse...

acho que, guardadas as devidas proporções, muitos como eu se viram..

Anônimo disse...

senti toda sua angustia, seu desespero, seus medos, a ansiedade vivenciada em cada momento seu... caralho!! estomago virou e revirou!
bom demais!

K. disse...

tiozinho sukita... rs

esse post me lembru código morse, LIBRAS, telegrama e tudo mais que expressa em pouco.

Mauri Boffil disse...

muito cookie desde criança

João disse...

Faltou o "macio".

Wans disse...

Uau!!!!

Nunca uma biografia foi tão breve e gostosa de ler.

Gatíssimo!!!!!

bj

TONY GOES disse...

Já o meu mito pessoal começa assim:

Mediterrâneo. Ilha de Chipre. Os testículos do deus Urano caem n'água, fecundando-a. Da espuma surge uma concha. A concha se abre, e lá estava eu...

Agora falando sério: achava que você fosse lourinho, talvez por causa da alvície da sua pele.

pedro disse...

resumindo....um CHATO de GALOCHA!

Pimenta disse...

Show!Vida.Tudo o que interessa para uma biografia...
bjo

FB disse...

ótima forma de escrever uma bio.

Gil disse...

Me deu até um arrepio, muito, mas muito parecido comigo.....

Abraços

FILIPE ELOY disse...

Dinâmico. Muito.
Você escreveu de coração o texto?
Porque sentiu vontade de escrevê-lo? O que deu na cabeça?

Gostei. Gosto de você e da maneira como se expressa.

um beijo grande para você!

deco disse...

Vc já conhece meu repertório de elogios. Incrível.Adesso.Punto e basta.

Marco disse...

Ansioso por pertencer?! Todos já fomos (um dia) Molly Ringwald!

Kati disse...

Rapaz, não te conheço, mas ADORO teu blog. Adoro tuas dicas, teus comentários, tudo. Mas esse, em especial, me tocou (vários teus já me fizeram refletir, e é bacana). Tô numa crise do inferno, e por causa dele me veio um pensamento otimista de que vai passar quando eu virar uma tiazinha da Sukita, rsrsrs

Um beijo grande

Guy Franco disse...

Ah, ia perguntar sobre a Sukita também. Entendi, entendi, mogno mármore.

Anônimo disse...

Thiago:
Como vários comentários aqui, tb gosto muito dos posts pessoais.
Procuro nos meus, por mais q haja informação jornalística, me colocar.
Parabéns, com frases curtas, às vezes só palavras, vc descreveu a
trajetória de vida (podendo ser a sua, mas tb de um personagem q poderá ganhar vida e o texto virar uma crônica, novela ou romance!)
bjs
Maurício
Mellone

uomini disse...

Acredito mesmo que só a arte salva, redime e implusiona. Tive a sensação de ler um desses raros croquis que nascem definitos. Divino!