terça-feira, 17 de março de 2009

Ela nunca disse adeus

Nem bem vazou a notícia de que a DOM não continuaria na editora Peixes, uma revoada de urubus se apressou em decretar a morte da revista. Alguns palpiteiros de plantão resolveram posar de especialistas e passaram a alardear aos quatro cantos as razões pelas quais a publicação teria "dado errado"; depois, tiveram que engolir o que disseram, e alguns até apagaram as bobagens que escreveram. Não conheciam os bastidores do que estava acontecendo e, mesmo assim, quiseram bancar os profundos conhecedores... mas o tempo se encarregou de mostrar que as "verdades" que despejaram não passavam de meras especulações.

A despeito de toda a torcida contrária, a DOM está nas bancas novamente. A pausa foi só um pouquinho maior do que o tempo que a Junior leva entre uma edição e outra. Não posso dizer que fiquei aliviado, porque eu sempre soube que a volta da revista era apenas uma questão burocrática entre duas editoras. Mesmo sem ter distribuição nacional (o que, salvo engano, nenhuma das três tem), a DOM já tinha conquistado um lugar ao sol: tinha leitores fiéis, era respeitada e logo se tornou líder no segmento.

Sinceramente, não acho nenhuma das revistas perfeita. Todas têm coisas que me atraem e outras que me desagradam (e eu leio todas, sim). Mas, com tudo o que eu curto e não curto, eu considero a DOM a mais honesta e consistente entre as publicações gays. Não é amadora, nem pretensiosa, nem deslumbrada (ainda bem). Sei que é difícil falar em ousadia em tempos de crise - o mercado editorial gay ainda é muito verde, apenas uma minoria tem o hábito de consumir revista - mas ainda sonho com o dia em que nossas revistas gays alcem vôos mais altos. Surpreendam o leitor mesmo. E acho sim que há espaço para mais de um título, porque o universo gay é muito vasto e variado, e ainda não está inteiramente representado. Conheço uma porção de gente que adora ler, mas não se identifica nem com a Junior, nem com a DOM, nem com a Aimé.

Termino o post com um recado para os que gostam das coisas que escrevo: na DOM deste mês, saiu uma matéria minha sobre Berlim, com todos os endereços e coordenadas para quem quiser se jogar por lá. E também assino a entrevista com o ator Kayky Brito, que saiu na capa dessa edição.

14 comentários:

Daniel disse...

muito fino esse meu amigo Introspective!

isadora disse...

que legal, thiago! vou ler com atenção seus trabalhos pra revista. gosto da DOM, minha preferida das três, embora não tenha gostado muito da edição anterior a essa. natural, com essa mudança toda, que houvesse alguma desestabilização, mas torço pela DOM.

aliás, minha namorada foi contatada pra dar opinião numa matéria da próxima edição. já tô curiosa pra ver o que sai.

uomini disse...

O que dizer? É correr pra banca e comprar a revista. Bjus.

David® disse...

Parabéns !!!!!

(eu sabia que valia a pena investir nessa amizade)hehehehe

David®

Ronaldo Souza disse...

Que bom que voltou! E se tem algo com sua assinatura, tenho que ler! Vou comprar a minha!

Diógenes de Souza disse...

Ah, essa revista deu mais vontade de ler ainda. Acredito que tanto a entrevista, quanto a matéria sobre Barcelona devem estar tão boas quanto os textos daqui. Parabéns!

Com o surgimento dessas revistas vivemos um momento ímpar na imprensa brasileira. Claro, ainda há algumas coisas, nas três, que precisam ser melhoradas. No caso da DOM, também acho que é a única no caminho certo, chega até aqui em Sergipe!

Mas, de fato, só pela existência elas já ganharam muitos pontos. A imprensa gay brasileira já fez (e faz) história - que o diga o Lampião, que estou pesquisando num projeto de Iniciação Científica - e deve continuar a quebrando ainda mais barreiras.

Cris disse...

Já deixei registrado aqui em outras ocasiões, mas acho válido reforçar que seu blog é fantástico!!!

Leio sempre!

Fabiano (LicoSp) disse...

Acho a revista DOM boa... lembra muito a Sui Generis que na minha opnião foi a melhor revista gay já lançada.

Creio que falte apenas um pouco mais de matérias menos apelativas, afinal porque ser gay precisa tudo ser ligado a sexo?

bjs

ANDRÉ MANS disse...

ela pode não ser perfeita
mas as capas são cheios de atrativos
;D

Gui disse...

Eu ja tinha comprado e lido antes. E só pela chamada de capa eu tha certeza de que a reportagem de Berlim era sua... Isso é que é amigo, viu? kkk

E as fotos do Kayky estao lindas. Nao é a toa que foram feitas por outro amigo. ;)

whateveeer disse...

Que massa, Tiago!
Vou comprar a revista pela 1ª vez SÓ pq tem matéria tua. :D

Adoros teus textos.

Carlos disse...

Quando a revista chegar em Belo Horizonte, te digo o que achei.

Mas já aposto é excelente

Gui Sillva disse...

a revista não chegou em Vitória ainda.
será que moro longe????

Fábio Carvalho disse...

Thi thi!!

Não sabia que vc estava escrevendo para a DOM. PARABÉNS! Fico sempre muito feliz com cada conquista sua.

beijos e cada vez mais reconhecimento de seu excelente trabalho. Seu caminho é esse mesmo rapaz; vc nasceu para escrever!!!