quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Os 7 mandamentos da passagem barata

Com carga tributária alta e concorrência baixa, viajar de avião no Brasil é bem mais caro do que deveria. Mas dá para garimpar preços justos. Dependendo da sua esperteza, com R$500 você pode comprar uma única "perna" de ponte aérea para o Rio de Janeiro, ou uma viagem completa para Fortaleza. É tudo uma questão de você entender a lógica do sistema - quem determina a flutuação dos preços não são pessoas, mas computadores, a partir de certas regras tarifárias e conforme a oscilação da demanda - e então passar a dançar conforme a música. Divido com vocês os meus macetes para comprar passagens aéreas sem ser explorado.

1) PLANEJARÁS TUA VIAGEM COM ANTECEDÊNCIA. Eu não poderia deixar de começar a lista com o conselho clássico: quanto maior a antecedência entre a data da compra e a data da viagem, menores os preços. No Exterior, nem sempre é assim: há companhias que oferecem verdadeiras pechinchas para quem resolve viajar em cima da hora (jogue "last minute trips" no Google). O raciocínio delas é óbvio: depois que o avião decolar, os assentos que não forem ocupados serão perdidos, portanto é melhor tentar vendê-los por menos do que deixá-los vazios. Já no Brasil, a mentalidade é diferente: quem quer viajar na hora tem urgência, portanto aceitará pagar o preço que a companhia quiser, por mais abusivo que seja.

2) FARÁS A PESQUISA DE PREÇOS FORA DO HORÁRIO COMERCIAL. Muitas companhias aéreas, como Gol e OceanAir, costumam fazer feirões de passagens no sábado e no domingo. Outras lançam ofertas-relâmpago na madrugada, entre 23h e 6h. A maioria envia e-mails para os clientes previamente cadastrados, avisando quando há promoções. Para economizar tempo, aproveite a comodidade do Submarino Viagens: você joga as informações (destino, data, horário) e o site faz a cotação em todas as companhias aéreas, mostrando em qual delas o preço está mais barato.

3) FUGIRÁS DE ÉPOCAS BOMBADAS. É a lei da oferta e da procura: quando a demanda por passagens for mais alta, o sistema encarecerá as tarifas. Por isso, se você não estiver cursando uma faculdade, fuja dos meses de férias escolares (dezembro, janeiro e julho), considerados alta estação e sempre mais caros. Pelo mesmo motivo, é bem mais difícil encontrar boas oportunidades nos feriados do que em finais de semana comuns.

4) PRESTIGIARÁS OS AEROPORTOS MAIS DISTANTES. Em São Paulo, a Infraero tenta esvaziar Congonhas, que opera no limite da sua capacidade; no Rio, todos querem a vista deslumbrante do Santos Dumont e ninguém quer saber do Galeão, com acesso difícil e pouco seguro pela Linha Vermelha. A consequência, você já sabe: melhores ofertas nos aeroportos rejeitados. Entre SP e Salvador, por exemplo, a TAM oferece 9 voos diretos diários por Guarulhos e apenas 4 por Congonhas - e a diferença de preço chega a R$ 200,00 por trecho. Para se deslocar até o aeroporto, você pode usar o ônibus executivo; em muitos casos, a diferença de preço continuará compensando mesmo se você for de táxi (o que não vale, evidentemente, para o aeroporto de Viracopos).

5) ACEITARÁS HORÁRIOS ALTERNATIVOS. Novamente, a lei da oferta e da procura. Os horários mais nobres são aqueles inflacionados pelo viajante de negócios: de manhã cedo, entre 6h e 9h, e depois do "expediente", entre 18h e 20h. Se esse não for seu caso, é mais tranquilo e barato voar das 11h às 16h. Outra opção mais radical (e barata) são os voos em horários bizarros, em geral durante a madrugada. Se suas férias não forem muito curtas, você terá tempo de sobra para compensar a noite maldormida no avião. Para saber se a economia compensa, inclua também o custo do táxi (a menos que você se disponha a pegar o último ônibus executivo e esperar no saguão do aeroporto até a hora do embarque).

6) JAMAIS COMPRARÁS UM TRECHO ÚNICO. Como você não quer gastar muito dinheiro, que tal ir de ônibus e voltar de avião, ou vice-versa? É uma PÉSSIMA ideia. Pelos critérios do sistema, sabe-se lá quais sejam, sai bem mais barato comprar uma viagem ponto a ponto, com ida e volta, do que um trecho avulso. Para efeito de ilustração, com o valor que desembolsaria por um único trecho Confins-Congonhas, dá para você comprar a ida, a volta e mais o ônibus executivo de Confins até o centro de Belo Horizonte.

7) FINGIRÁS UMA VIAGEM MAIS LONGA. Quanto maior é a permanência no destino, mais o preço das passagens cai (e cai drasticamente). E se você não tiver tanto tempo? Aí entra o truque: se você tiver duas viagens planejadas, combine a ida da primeira com a volta da segunda e a volta da primeira com a ida da segunda. Com isso, você "enganará" o sistema e obterá uma tarifa menor. Exemplo: você quer passar os próximos 2 feriados no Rio. Se comprar SPRJ 5/9 + RJSP 7/9 e SPRJ 10/10 + RJSP 12/10, pagará caro, pois permanecerá apenas 2 noites no destino. No entanto, se você emitir SPRJ 5/9 + RJSP 12/10 e RJSP 7/9 + SP 10/10, o sistema entenderá que você vai passar, respectivamente, 35 e 33 noites no Rio. E o preço do trecho despencará (no meu caso, R$300 viraram R$69). Malandragem? De jeito nenhum: é só uma questão de entender as regras de tarifação e se aproveitar delas.

12 comentários:

Daniel disse...

Excelente guia. Eu que tive os meus affairs com o setor de aviação sei que muita gente compra passagem sem ter essas dicas em mente e depois quer reclamar sem razão.

ITALO LOPES disse...

eu ja coloquei em prática algumas boas....

Gurizão disse...

Valiosas! Já as pratico há algum tempo, se não tava fudido...

beijoo!

Rob disse...

melhor que isso eh ter um namorado comissario de bordo hehe

diogenes disse...

eu comprei salvador curitiba por $139, 50, cada trecho, para o fds da independencia. saindo daqui de aracaju, esse preço sobe para 8$00 cada trecho. a passagem daqui pra salvador, de onibus, custa de 50 a 80 reais. só um exemplo!

ótimas dicas. quero aproveitá-las mais vezes. que venham as promoções!

GG disse...

Ótimas dicas, apenas uma correção: a tributação da aviação no Brasil é bem baixa. Ela só incide para valer sobre a folha salarial... ;-)

Marco de BH disse...

Caramba. Você se superou agora, heim? Adoreiiiiiii esse post.
Totalmente de interesse público.
Vou imprimir e colar aqui do lado do meu computador.
Esse ítem 7 é tudo de bom. Muitíssimo agradecido.
Ah, e vc não me respondeu ainda a última mensagem que te mandei!!! To esperando e com saudade!
Beijo

dudufs disse...

Mais duas dicas.. O Leilão de passagens da Gol que acontece todas as terças. O incoveniente é ter de pagar as passagens à vista, mas você pode conseguir por exemplo Aracaju-Curitiba-Aracaju a 300 reais, quando o preço "normal" é em torno de 800.
Para viagens no Mercosul uma boa dica é o outlet da Pluna - a aérea do Uruguai - tem preços bem atraentes.

Anônimo disse...

Oi!
Breves reflexões do que foi o circuit festival de Barcelona:

a organização, muito má mesmo, super ruim!!!!
Um exagero de preços mesmo para nós europeus, uma água 6 euros!!!!!

Algumas festas foram muito legais, pena não poder ter ido assistir a Ana Paula, mas já me falaram que foi a melhor festa de todas!!!!

A main party tb foi boa e a de quarta feira na piscina tb foi boa apesar da morte de duas pessoas devido ao excesso de drogas.....

Abraços

Luca

Lisboa

Paulo Braccini disse...

parabéns pelo post ... rico de informações úteis ...

;-)

Cris disse...

FANTÁSTICO. Parabéns, vc sempre escreve muito bem. Obrigada pelas dicas.

CriCo disse...

A-M-E-I a dica 7! Já vou por em prática!