terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Encruzilhada

Comecei este blog porque queria um espaço em que eu pudesse escrever por prazer, o que eu não tinha no meu dia-a-dia de advogado. Eu estava traçando meu plano de fuga rumo ao jornalismo, começando a faculdade, e o blog me ajudaria a treinar meu texto e também fazer novos contatos. Como a ideia era antes de tudo diversão, eu decidi que não me forçaria a postar quando não estivesse inspirado, porque não faria sentido ter mais uma atividade burocrática na minha vida. Eu queria que meus textos fossem gostosos - de escrever e de ler. Quando a coisa não estava fluindo, eu deixava o blog de lado e ia me ocupar com outra atividade, até que viesse um novo estalo para escrever. Sem muito compromisso, simples e descomplicado.

Este 2010 foi um ano extenuante para mim. O escritório, a faculdade e meu trabalho de conclusão de curso me sugaram completamente. Essa rotina acabou estreitando meus horizontes: vi menos filmes, provei menos comidas, conheci menos lugares novos, interagi menos fora do meu círculo habitual. Não sobrava muito tempo para nada disso. Agora que as coisas deram uma relativa acalmada, com o fim da faculdade, estou me dando conta do tamanho do meu cansaço. Eu me vejo em meio a uma crise criativa sem precedentes: não consigo escrever nada, travei totalmente. Estou levando o triplo do meu tempo normal para redigir este texto. Nunca me senti tão esgotado antes.

Ao mesmo tempo em que vivo esse cansaço acumulado, sinto que chegou a hora de repensar o blog. Estou escrevendo para quê? Para quem? Nesta época do ano, eu provavelmente teceria alguns comentários sobre a temporada de festas no Rio, e depois voltaria com algumas dicas de comidinhas de verão. Sempre achei uma delícia escrever sobre essas coisas. Mas será que ainda quero manter a mesma fórmula, e falar sobre os mesmos temas? Em 2008 e 2009, fechei o ano no blog com retrospectivas muito pessoais, em que escancarei para o mundo as coisas mais importantes que aconteceram na minha vida, as músicas que me marcaram, as comidinhas, os filmes, as jogações, as minhas metas para o ano seguinte. Será que eu quero continuar expondo a minha vida particular dessa maneira, gratuitamente? Resposta: não sei!

Para embolar ainda mais o meio de campo, neste momento estou correndo atrás de oportunidades como jornalista. E enviando o link do blog para possíveis contatos de trabalho - afinal esta é uma amostra relevante do meu texto, assim como os freelas que eu já fiz. Com isso, passei a ver o blog com olhos ainda mais críticos. Começo a questionar se os textos que eu escrevo não se comunicam com um público restrito demais. A quem interessa este blog? Será que eu não voltei a falar apenas para uma panelinha? Será que eu não deveria ampliar o alcance dos meus textos, diversificando o repertório? Continuo sendo um cara bem resolvido e assumido, não pretendo me esconder em armário algum, mas será que eu não deveria deixar esse meu "olhar gay" de lado, até para que os outros não enxerguem em mim um jornalista limitado? Ou esse olhar é uma marca pessoal e, pelo menos no blog, eu não deveria descaracterizá-lo?

Sei que meu tesão de escrever não terminou. Ao contrário: a tendência é que eu passe a escrever com mais gosto, na medida em que for conseguindo conjugar trabalho e vocação. Acho que preciso apenas descansar mais um pouco, me permitir umas férias, respirar outros ares. E então voltarei renovado. Por isso, o blog vai continuar em pausa por mais um tempinho. Ainda não sei dizer se vou fazer mudanças; talvez elas venham aos poucos, sutis, nada brusco. Mas sei que minha vida será bem diferente em 2011, e isso fatalmente vai se refletir nos meus textos. Vamos ver quais respostas eu irei encontrar para todas essas perguntas que faço agora. Por enquanto, agradeço a vocês, amigos e leitores, pelo carinho, pelo prestígio e pela convivência. Nos vemos por aí!

13 comentários:

Paulo Ronison Amorim disse...

seja quais forem as respostas, tudo vai dar certo! feliz 2011, adoro vc, bj

VORNEI disse...

UM TOQUE DE DRAMA DE FINAL DE ANO!!!
RELAXA VAI SER UM ANO MARAVILHOSO...
BOAS FERIAS...AGUARDAMOS NOVOS POSTS...SEMPRE COM SAUDADE!

TONY GOES disse...

Blog é prazer. Se a inspiração não vem, não se force: seu único compromisso aqui é com você mesmo. Afinal, ninguém está te pagando para escrever.

Mas bem que eu gostaria que você atualizasse o blog mais amiúde... Três semanas entre um post e outro é tempo demais. E olha que eu abro TODO DIA para ver se tem coisa nova. Buááá.

Daniel disse...

Blog é prazer. Se a inspiração não vem, não se force: seu único compromisso aqui é com você mesmo. Afinal, ninguém está te pagando para escrever. [2]

Se bem que você conseguiu transformar até o writer's block em um longo e articulado texto. Talvez seja só uma questão de mudar de perspectiva mesmo, abrir os horizontes além dos nossos típicos assuntos gays. O meu blog, assim como o seu, tem todas as insígnias LGBT, mas eu evito fazer dele 'agenda de agitos' ou ONG. Eu deixo para abordar os assuntos gays quando eu acho necessário.

Anônimo disse...

Thiago, respondo sua pergunta: Eu leio seu blog!!! Entro quase que diariamente para ver se houve atualização!!!..., mas como todos bem disseram, acredito que escrever deva ser um prazer, uma inspiração!!! Seja qual for sua decisão gostaria que soubesse que seus textos são maravilhosos, nem um pouco "limitados" quanto aos assuntos, são sim relativos aos seus gostos e que leiam-os quem com eles se identificar!!! Feliz Ano Novo, muito sucesso, o que eu tenho a certeza que vc terá, pois acompanhei sua formação e evolução como jornalista através de seus inúmeros textos!!! Seja feliz, um beijo, Márcio G.

Leonardo Kohen disse...

Eu acho q vc deve sim "viajar" em outras areas...sabe o mundo de Wahrol??a mesma panelinha,os mesmos papinhos,no fim o mesmo mundinho sempre...enfim vc tem competencia suficiente para escrever sobre tudo,seus textos sao deliciosos,mas pra isso vc tem que comecar a praticar outras tangentes,nao leve isso como critica e sim como um desafio construtivo ,aonde vc so ganha com isso.Logico q sentiremos falta dos papinhos de gueto,mas isso a gte pode recorrer a outros blogs...Vc é bom demais pra ficar na panelinha de tititi e se expor tb num mundo sempre critico,vaidoso e recalcado.Vai sim ,o mundo é seu...te desejo o maior sucesso do mundo.

Lourival Lima Jr disse...

Eu adoro seu blog, sua pessoa, seu papo, sua maneira de pensar. Blog é prazer, como Tony disse.
Comecei um para tentar me expressar, um desabafo, expor pensamentos. Nenhum texto é brilhante, mas pensei em falar de coisas que eu conheço e sinto. Querer compartilhar algo, saber que alguém está lendo. Trocar experiências, opiniões.
Blog acaba sendo o seu diário pessoal, exposto ao mundo.
Você sabe o quê escrever e quando escrever. Sem compromissos.

E eu também venho todo santo dia ver se tem post seu. Feliz 2011!!

Anônimo disse...

Eu também entro todos os dias pra ver se tem atualização! rss...Para não, seu blog é ótimo; nunca postei nada, mas tive que abrir uma exceção e me juntar ao coro...também sou jornalista, e te digo: seu texto não é nada limitado, vc escreve muito bem sobre determinados assuntos, e isso apenas significa que também pode escrever com o mesmo talento sobre outros assuntos em outras mídias, mas mantenha o blog desse jeito, é uma faceta sua que deve ser cultivada, prova disso é seu número de fãs...em tempo: acabo de chegar de Bs As e suas dicas foram certeiras e pontuais...happy new year! abs

jorge guimarães disse...

indepentemente da sua decisão, continuarei a acessar seu blog. puro deleite essa leitura, tão leve, que ate na duvida nos leva suavemente ate o fim. estive no rio agora e caminhando por ipanema vi uma de sua dicas. adorei.
feliz ano novo

Ricardo Aguieiras disse...

Thiago,
quem escreve - seja o que for - sofre essas crises, mesmo, de tempos em tempos e fica claro, também, que você precisa descansar.
Na verdade, eu questiono muito o que seria um blog, muitas vezes é apenas mais um net espaço para vaidades pessoais. O que não é o seu caso.
Como escritor e jornalista, você poderia mesmo, se quiser, partir para outros espaços da Escrita e do Escrever: contos, crônicas e ( por que , não?) até mesmo um romance... é o que faço e chega um momento em que escrever vira pra gente sinônimo de viver. Não sei se é por que eu sou bem mais velho que vocês, mas sempre insisto que há mundo - e mundos - fora da internet. Quem quer escrever, precisa antes viver. E viver muito, com entrega, andar por aí, pelas ruas da vida e das almas, conhecer gente, não avatares ou perfis da net, apenas...gente de verdade....
Por isso , entendo o que coloca. Mas você mesmo já sabe a saída. Qualquer que seja a sua escolha, te desejo o maior sucesso, inclusive profissional.
E te imito : NOS VEMOS POR AÍ!

Wans disse...

No final de 2010 eu estava passando pelo mesmo. O importante é se sentir bem com os textos e achá-los dignos de publicá-los. Mas se não anda rolando, se dê esse tempo e voltarás melhor. E$u estarei aqui para lê-lo sempre!!!!

bjão!

Anônimo disse...

amigo, primeiro gostaria de dizer que o seu post foi premonitório e 2011 já começou com muitas coisas diferentes. Adorei ter passado aqueles dias contigo em Flops e pude ver que vc estava realmente numm momento querendo uma virada.

Mãããsss, sabe pq tbm estou escrevendo aqui? para te dizer que eu estava lendo a Katylene (MTV) e vi que vc é uma das "ameguinhas" dela...

Beijokas, Dana

Jhonne disse...

Sinto cheiro de sucesso, delicia.
Parabéns Thiago!
Aquele abraço!