quinta-feira, 24 de maio de 2007

Telepatia?

Por uma dessas coincidências do destino, no mesmo dia em que eu escrevi o post anterior, anunciando que daria dicas de São Paulo para quem viesse se jogar na Parada, a Folha Online convidou "sete especialistas no mundo GLS paulistano" para listar os melhores lugares da cidade em várias categorias, algumas mais ligadas ao meio (bar, clube, DJ, festa, sauna), outras que diziam respeito à cidade em geral (cinema, teatro, shopping, rua e até praça). A reportagem está aqui.

Em geral, a lista não surpreende: muitas indicações são consagrados "campeões de audiência" e não poderiam ter ficado de fora mesmo, caso do clube The Week, da padaria Bella Paulista, do Espaço Unibanco de Cinema, do parque do Ibirapuera e dos restaurantes Ritz, Spot e Mestiço. Outras dicas são menos manjadas, mas ainda assim nenhum segredo para quem conhece minimamente as coisas boas da cidade: o Bar da Dida, o café Santo Grão e o indiano-natureba Gopala Prasada são bons exemplos.

Mas, se uma certa sensação de lugar-comum está presente em vários momentos da reportagem (será que todos que indicaram o Alex Atala como melhor chef realmente foram ao D.O.M. ou provaram da comida dele ?), alguns dos consultados conseguiram fugir do óbvio e fizeram indicações bacanas, não-clichê e, o mais legal, fora das panelinhas a que eles pertencem. Gostei especialmente das lembranças do DJ Rodrigo Ferrari, do Pacha, e dos restaurantes Duplex e Paris 6. E também do Museu da Língua Portuguesa, já que quase ninguém se lembra que o centro de São Paulo tem passeios interessantíssimos (um dos meus prediletos em São Paulo está lá: a dobradinha Pinacoteca + Parque da Luz).

De qualquer forma, as indicações da lista não deixam de ser uma boa amostra de lugares que, em sua maioria, são mesmo indispensáveis. Se milhões de pessoas lembram e gostam deles, isso só pode ser sinal de que são mesmo muito bons. Não há nada de errado em ser pop, afinal.

5 comentários:

Cristiano disse...

Thi,

E não é que as bees juuuuram que não vão à sauna... depois reclamam de "preconceito".
Na "the week": pode, desde que a baixaria role por baixo dos panos...hehehe
Na sauna: "vou naum!"
...tah boa...
Congratulações à bee que citou a Thermas Cocoon... digo "f. f."

C.

Gui disse...

Gostei das dicas, vou tentar ir ao Museu da Lingua Portuguesa, que sempre prometi ir mas nunca consegui.

Já fez seu roteiro de festas? O nosso está tomando forma.

Anônimo disse...

Thi,
Voce poderia fazer um guia p/ as finas,tipo Forneria São Paulo, Kosushi, Studio W/Café Payard,e a melhor vista de Sampa no terraço do Unique (tome um drink somente, pois a comida é ruim).
See u soon.
FXXXX

Guilherme.Sillva disse...

Ainda não tenho certeza se poderei ir à Parada, depende da troca de plantão..mas as dicas são bem bacanas.
Aliás o Museu da língua portuguesa, vale muito a pena.

Ahhh...para um capixaba, que reside no Rio e está acostumado a muito sol e calor, o termômetro marcar 17ºC é muito frio. hahahahahhaa.
Não é reclamar de barriga cheia!!!
abração, querido.

Gui

Garota do outro lado da rua disse...

Achei um tédio esta lista da folha, bella paulista e santo grãoo são dois lugares uó. O primeiro com péssimo atendimento e comida horrível e o segundo lotado e muito carão.

Pra quem quer se jogar na noite, achei estranho ninguém ter citado a Lôca, tudo bem que é um zoologico, mas de lá ninguém sai sozinho (se quiser, rssr). Domingo é hot vai até de manhã.
Pras beenageers(isto é, bees junevis)é tudo eu acho.

Tem a Torre do Dr. Zero de quinta ferve, tem povo do rock, da moda, diversão garantida muita bee bonitinha.

beijos
Naira.