segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Adeus, cavalgadas heróicas

Saiu no blog do Junior (não confundir com a nova revista Junior, que eu só vou criticar aqui depois que sair o número 2) uma entrevista com o ator pornô François Sagat, uma das estrelas do estúdio Titan, especializado em caras fortões e rústicos. Como de uns tempos pra cá meu olhar tem estado mais focado nos cafuçus brasileiros, tive que ler um post do Carioca Virtual para saber quem era esse francês. Moreno, saradão, cara de poucos amigos, Sagat é o tipo de homem que eu adoraria que fosse consertar a TV a cabo ou trocar a resistência do chuveiro lá de casa.

Na entrevista, o galã falou sobre sua carreira, desde o começo na indústria pornô até os trabalhos pontuais no mundo da moda. E aproveitou para destruir todas as fantasias dos fãs de filmes eróticos. Perguntado se ele se deixava levar pelo tesão durante as filmagens, François respondeu: "Nunca houve um parceiro que me atraísse 100%. A escolha do parceiro é muito difícil, varia conforme a disponibilidade, a nacionalidade, a orientação sexual e para quem a pessoa trabalha. Sem falar da pressão em torno de você. Não dá para se deixar levar, entende? É um trabalho de verdade, uma verdadeira composição. Nós somos cortados a cada 5 minutos. Não tem prazer, não tem tesão. Muito fatores influenciam: as mudanças na luz, o tempo filmando, a alquimia entre os modelos, o cansaço, a ereção que deve ser mantida. Posso te garantir que é bem difícil. Não há tempo para se divertir, muito menos para 'se empolgar'. E ainda tenho que me levantar super cedo."

Em suma: todo aquele universo de transas tórridas, com corpos suados que se encaixavam perfeitamente e fodiam em sintonia, penetrações macias, cadenciadas e indolores, completamente dominadas pelo tesão, cavalgadas heróicas, gemidos alucinantes e caras sublimes de êxtase, que me faziam acreditar que havia mesmo um sexo melhor e infalível, para o qual era possível se aperfeiçoar... tudo isso, de repente, se esfarelou. Era tudo mentira, Alice! Depois de descobrir que o DJ não tem nenhuma importância, perdi mais uma ilusão dentro do universo gay. Só falta agora eu descobrir que aqueles corpos saradíssimos que enchem meus olhos em Ipanema não são fruto de "genética" e "disciplina" como seus donos sempre me dizem...

[Foto: François Sagat ilustrando o flyer de uma White Party na Suíça]

18 comentários:

Alexandre Lucas disse...

Thy, não deixe seu mundo cair tanto q vai quebrar. Nesses momentos, bastaria uma ligação em conferência comigo e a Junji pra resolver. E pra vc não ficar na dúvida, aqueles corpos que vc vê em Ipanema NADA têm a ver com GENÉTICA... :-)))))))

Leandro disse...

mas que puxa!

tiozinho disse...

belo texto, como sempre.

bjo pra ti

Gui disse...

Muitos risos...

Tá descobrindo o mundo, ne?

Junior disse...

Passando só para agradecer pelo link... valeu queridão...

Jr*

charles disse...

como me dizia um amigo carioca, e muiiiiiiiiiiiiiiiito treino... rsrs...;-))

charles disse...

PS: continuando no tema das deceptiones e revelacoes, eu fui pra a black and blue esse findi. e la, realmente, se faz a diferenca entre um evento exclusivamente gay [o bal militar, sabado], bichas loquerrimas, tao locas que tao nem ai, ou entao transando no meio da pista em grupo, etc etc. bom, eu diria que a festa foi "divertida"... mas tipo, depois de 1000 festas, ta ficando um poco sempre a mesma coisa, e cansa.
o domingo, ja foi totalmente diferente. a black and blue mesmo. lugar e producao IN-CRI-VEIS. imagina-te num stadio olimpico, que nem o maracana. 10 a 15,000 pessoas dancando na pista. musica, energia, gatos, tudo ABSURDO. a diferenca? pois, nao e uma festa "gay", pois a metade sao HT. mas quando voce ve os HT canadenses, nossa... se queria que a festa so fosse HT... acho que vou mesmo deixar de ir nas festas gays, e comecar as raves. sinceiro. so de olhar eles, era orgasmo visual garantido. fiquei PAS-SA-DO.

Antonio disse...

Várias revelações esse ano em Lindão!..hahahah

Clebs disse...

Daqui a pouco vão começar a te chamar de Poliana!

Realmente a verdade é um tapa na cara...

E genética em Ipanema??? Só se for aquela manipulada em laboratório.

Abração!

Joao Jordao disse...

"Depois de descobrir que o DJ não tem nenhuma importância, perdi mais uma ilusão dentro do universo gay...." kkk

Você me fez rir com essa... foi ótima.. adorei

Ah queria dizer que já virei fã do seu blog, sempre leio. Inclusive já tenho o link no favoritos do meu serviço, todo dia depois que almoço , venho ler as novidades. Adoro ler sobre a cena gls e sobre DJs. VC É D+

Abracao

Anônimo disse...

Thy,
Se você continuar descobrindo a América vou parar de ler seu blog. Quero atualidades!!!
Beijos
See you soon
FXXXX

uomini disse...

Ahhh Thi...
Só entre nós: a parte da "genética" não é necessariamente uma novidade, neh? bjus.

Gui disse...

Heeey...que dia ce chega?
Ja ta com a programação fechada?
Ah! Seu tel ta anotado, dont worry!

CARIOCA VIRTUAL disse...

Thiiii, to começando a me preocupar com suas fantasias. vamos conversar? hahahuahahuahua

bjs e excelente fds no Rio!

Anônimo disse...

Cara! (Ainda não sei o seu nome, pois fui direto aos textos) - estou impressionado, pois você escreve muito bem, um texto interessante, fácil de ler e com ritmo - não concordo com o seu top 20 da Madonna, mas tudo bem, NOBODY'S PERFECT (fazendo uma gracinha, essa tb está no meup top 20), se bem que não foi por esse motivo, que decidi escrever.

PARABÉNS!

Um abraço, (sempre que der, estarei por aqui!)

XXX

Ricardo disse...

Meu caro "Introspective".

curti muito as suas dicas de Buenos Aires.
Mas fiquei muito curioso em conhecê-lo.
sua foto é intrigante e excitante.
Meu nome é Ricardo, paulistano, designer / ilustrador. residente na capital de São Paulo. 46 anos, mestiço de japoneses e italianos.
tem com o te conhecer melhor?

Abraços,

r. Cammarota

Ricardo disse...

Meu caro "Introspective".

curti muito as suas dicas de Buenos Aires.
Mas fiquei muito curioso em conhecê-lo.
sua foto é intrigante e excitante.
Meu nome é Ricardo, paulistano, designer / ilustrador. residente na capital de São Paulo. 46 anos, mestiço de japoneses e italianos.
tem com o te conhecer melhor?

Klaus disse...

MEU MUNDO CAIU... E ME FEZ... FICAR ASSIM... um pouco de maysa em homenagem ao teu post, hehe
BJS