sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Chá de sumiço

Nesses dias pipocaram no meu MSN e na minha caixa de entrada mensagens de amigos/leitores perguntando: o que aconteceu com o blog? Cadê os posts novos? Tanta coisa acontecendo no mundinho, e você não vai falar nada???

Bom, revendo os blogs amigos e repassando as tais "tantas coisas" que aconteceram nesse intervalo, vi que os assuntos foram sempre mais ou menos os mesmos: o tal brinquedo proibido que continha água-de-gisele, o curta dos Telebambis que gongou as barbies e a TW, a coleção de verão das sungas, e a nova boate que promete revolucionar a noite e propor uma experiência musical "nunca antes vista" (uau, será que vamos dançar de ponta-cabeça? e como faz para bater o cabelo então?). Agora o grito do momento é uma certa white party "exclusivíssima" organizada por um estilista: convites disputados a tapa, ansiedade nas rodinhas (tem até fóruns discutindo qual a roupa certa para usar!), enfim, todo um escarcéu para depois a coluna social mostrar que os tais "seletíssimos" e "vipíssimos" eram as mesmas caras de sempre que você encontra todo sábado na Babylon (OK, pelo menos o fervo é beneficente).

O fato é que não me senti muito atraído a repetir esses mesmos assuntos, que já estão sendo tratados à exaustão pelos meus colegas blogueiros. Se algum desses temas me interessasse de verdade, eu obviamente não resistiria a dar o meu pitaco; mas não é o caso, e este blog não tem a pretensão de ser mais um "informativo do mundinho" - nos meus links tem uma porção de endereços que fazem isso muito bem e, quando quero esse tipo de informação, já sei onde encontrar. Mas confesso que ultimamente tenho preferido flanar por textos mais variados e de cabeça mais aberta, como os redondíssimos e irreverentes posts do Tony (meu atual predileto! meu sonho é escrever tão poucas linhas quanto ele!) e as crônicas fofas do Celso, criadas a partir das notícias reais mais improváveis. Mais inteligência, menos deslumbramento e menos pretensão são sempre bem-vindos.

Aqui no blog, falo só sobre as coisas que me dão prazer de escrever, porque blog para mim é isso: prazer. No dia em que o blog se tornar mais uma das minhas tarefas burocráticas, eu paro. Por enquanto, posso me dar ao luxo de sumir, reaparecer e só escrever quando der na telha. Tenho mais uns 2 ou 3 posts inacabados no forno, esperando a hora certa de nascer. Um dia eles chegam - enquanto isso, tenho preferido pensar menos e viver mais. Até mesmo para poder voltar aqui renovado e com mais coisas para contar.

10 comentários:

shoichi.iwashita disse...

Olá, tudo bem? O Leo Wandresen me indicou o seu blog e estou passando aqui para parabenizar pelos textos um pouco longos, mas coerentes, inteligentes e bem escritos. Se quiser manter contato, meu e-mail é shoichi@simonde.com.br e tenho um site de cultura e viagens de luxo no endereço www.simonde.com.br

Mario disse...

É isso mesmo, não tem que ficar reporduzindo os mesmos assuntos boçais dos blogs provincianos. Faça a sua história, escreva suas idéias e passe-as pra frente. E por que as pessoas reclamam que os textos "são longos"? Não entendo isso. Tem horas que a gente escreve pouco e horas que escrevemos muito. Qual o problema? Também sou fã do blog do Tony, muito divertido e vai no nervo.

Lu disse...

Bonitinho, vc escreve muito bem!!
Parabens, adoro ler seus textos!!

beijos!!

Tudo Mundo disse...

Penso da mesma forma que a partir do momento que o blog começa a ocupar tempo em minha vida, é hora de parar...

Abração!!!

Marcelo BH disse...

Estou aqui dando uma passeada nos blogs. Achei o seu bacana. Concordo com algumas coisas desse último post. Acabei de ser convidado para estrear no Universo dos blogs e estou aqui conhecendo alguns.

Podemos trocar idéias a respeito?

Abs,

MaRcElO, BH

Antonio disse...

é isso aí, tem que ter tesão!!

Alexandre Lucas disse...

Gostei :)

Rodrigo Sena disse...

Thiago, vc é top! Adorei esse texto!

André disse...

É por isso que eu adoro o seu blog.
E é por isso que eu adoro você.
Opinião e atitude.
Abração...

Raul Aguilera disse...

Sem tesão não há solução.
E apesar dos posts serem longos, é um prazer ler essas linhas tão relax que você escreve.
E abaixo o deslumbramento das macacas!