quinta-feira, 27 de março de 2008

Parada 2008: The Week já escolheu DJs gringos

O blog Glamaddict saiu na frente e já revelou a programação da The Week para a semana da Parada Gay em São Paulo, ainda não divulgada oficialmente. A julgar pelos DJs de fora que se apresentarão desta vez, a filosofia do clube parece ter sido "em time que está ganhando não se mexe". A equipe de André Almada preferiu jogar no seguro, trazendo apenas atrações que já foram testadas e aprovadas no último verão.

A noite de quarta era sempre reservada para DJs de fora da panelinha do tribal, como Danny Tenaglia e Victor Calderone - que traziam novas sonoridades, mas dividiam opiniões. Desta vez, a casa decidiu agradar a todos e escalou o mexicano Isaac Escalante, cada vez mais querido por aqui, e que roubou a cena no Carnaval da TW Floripa. Quinta continua sendo a noite em que a TW descansa (e o povo vai prestigiar as festas paralelas, porque ninguém ali precisa dormir). Sexta será a vez do americano Chris Cox - o gorducho foi destaque no réveillon da TWRJ e atração do carnaval de Floripa (onde tocou na E-Joy), além de ter abrilhantado o nome da X-Demente na festa do Pacha, na Parada de 2007.

No sábado, a TW repete a bem-sucedida dobradinha do ano passado: durante o dia, a day party Gira-Sol (a grande surpresa de 2007), com João Neto, Renato Cecin, Pacheco, Ana Paula e uma atração do selo espanhol Matinée Group; à noite, o ponto alto da programação, uma edição especial da Babylon com os endeusados Offer Nissim e Peter Rauhofer (não se sabe se eles tocarão em back-to-back ou separados). E, no domingo, para encerrar, a saideira da jogação será na Nova Pool Party, mais uma vez com participação do clã da Matinée. Afinal, muita gente nem pensa mais em ir à Parada mesmo.

Se muitos ainda comemoram a chance de mais um encontro com seu DJ preferido (especialmente os maníacos por Offer e Peter), para outros tantos esses nomes já começam a dar sinais de cansaço. Nessa Parada, a The Week está sendo extremamente conservadora, para dizer o mínimo. No entanto, se a casa deverá continuar sendo um endereço seguro para encontrar gente bonita, dessa vez ela não será mais a única opção. Megga Fun e Flex também estarão concorrendo no cenário, podendo inclusive trazer bons DJs gringos. No caso da Megga Fun, a própria suntuosidade das instalações serve como chamariz, especialmente para os turistas que só freqüentam SP nesta época. Isso tudo sem falar nas outras festas que sempre pipocam pela cidade (se bem que, com o poder de fogo dos clubes, as Magmas da vida vão ter que rebolar muito mais para serem notadas).

De tudo o que se apresenta até o momento, o que mais me interessou mesmo foi a Gira-Sol. A edição do ano passado foi espetacular, com cara de grande comemoração, uma energia única. Qualquer que seja a locação escolhida, só o astral da festa já justifica o ingresso. E a presença da Matinée também me agrada (a experiência em Floripa foi ótima). Além disso, ir a uma festa diurna te permite descansar um pouco à noite e fazer outras coisas no feriado, aproveitar o fervo na cidade - e não só ficar se jogando da-festa-pra-cama-pra-festa-pra-cama, cinco dias seguidos, para chegar ao final de tudo arrasado. Jurei que não iria mais cair nesse esquema, e pretendo cumprir a promessa.

10 comentários:

Estefanio disse...

Ano passado perdemos o pomba girasol, mas esse ano quero ir!
so falaram bem!
Vc gosta de Joachim Garraud? Ele ta com datas marcadas pro Brasil, mês que vem, mas vai tocar em festa ht na TWR, q me da uma preguiiiça. Não seria mau se fosse numa pool party!

abonitadavieirasouto disse...

Estou achando que acabei de sair do ano novo e estou chegando no carnaval carioca, pq pqp, trazer os mesmos djs do carnaval, me poupe, e tomara que o novo club de SP MF traga djs interessante, pq estou cansado dos mesmos djs e da mesma bate-caverna digo TW, nada contra, um super club, muito mais bonito que do Rio, mas se é para ver os mesmos djs do carnaval vou para outro local.

Anônimo disse...

Na quinta vai ter a Festa Angels com Pacheco, Cecin e Joao mais Dj Paulo de Los Angeles.
Todos juntos no PACHA.
Vai ser tudo !

Gui disse...

Ai, preguicinha da GiraSol. Sabadon é dia de fazer compras e descansar pro Peter, gente.
Vai que eu o encontro de novo na Adidas?!
Mas como disseram tão bem, ne, vamos ver o que acontece...

E tipows...acho valida essa postura conservadora da casa. Afinal, a Parada é hora de diversao - e nada melhor do que os bons e velhos DJs que garantem a pista lotada e a boa qualidade do som.

As novas tendencias e os novos DJs a gente deixa pro restante do ano.

Clebs disse...

Humm, vou ficar no meio. Acho sim legal trazer o já conhecido, afinal é apostar no certo ($$$) e certeza de casa cheia ($$$$ plus), mas por que não fazer um mix e trazer novidades também??

Vai quem quiser ir e quem tem vontade de conhecer o novo, e vai que ao se arriscar não aparece um novo Peter-Nissim e traz o cara ano que vem de novo ($$$$$+)?? hehehe.

Uma coisa eu sei...Essa festa Offer-Rauhofer estará impraticável! Se bem que é SP, pq se fosse por aqui, seria a terceira filial do inferno gay.

E é suuuper válido visitar as outras casas, para ao menos conhecer. Eu, por exemplo, não conheço a Flexxx nem a Megga (que abre hoje, né?)

Sobre a Gira-Sol, chegay a ter os ingressos na mão, mas o escocês quis fazer pegação no shopping...em uma palavra: arrependimento.

Abração Thiago!

Alberto Pereira Jr. disse...

ano passado fiz debutei na parada... mas n�o fui a nenhuma festa.. vamos ver se nesse ano me jogo nas celebra�es

:)

ER disse...

Peter e Offer no sábado?

Ai! Será bem apertado...
Sem espaço para se divertir e dançar.

Não irei, mas morrendo de vontade de ir a lata de sardinha que será!

Adorei!
Chris COX na sexta.
Ótima idéia.

Tragam o DJ number 1, please!
Armin Van Buuren NOW!

xoxo

charles disse...

dj number 1: jonathan peters, pacha nyc. ele foi INCRIVEL na black party sabado passado, ou seja, INCRIVEL. nunca ouvi uma musica tan pura e fluida. foi exceptional. um orgasmo auditivo.

hunter_sp disse...

Deixar de fora o Ralphi Rosario e o Abel é um absurdo!

Anônimo disse...

Otima a idéia do "er" de ter o Armin Van Buuren.

Isso sim seria cool -- e valeria os precos salgados dos ingressos.

Agora, de novo Offer e Peter? Musicas manjadas, com direito a empurra-empurra, filas nos estacionamentos, celulares 'perdidos' e por aí vai... Um erro.