quinta-feira, 3 de julho de 2008

Nam Thai, mais um orgasmo pela boca

Ontem foi o aniversário da pessoa mais importante da minha vida: minha mãe. Temos o costume de presentear um ao outro com um bom almoço ou jantar, mais alguma lembrancinha. Quem define o lugar é o presenteado, mas ontem ela deixou a escolha nas minhas mãos. Quando isso acontece, gosto de surpreendê-la com lugares ou comidas que são novidade para ela. Ano passado, por exemplo, ela pirou quando eu mostrei a ela o Green Bamboo, um restaurante vietnamita em Buenos Aires. Confiando que eu daria mais um tiro certeiro, desta vez eu a levei ao Nam Thai, um tailandês que nasceu no Rio e depois abriu uma filial por aqui, no Itaim (na mesma rua de outra paixão nossa, o italiano Due Cuochi).

Eu já tinha ido conhecer o lugar em 2006, alguns meses depois que foi inaugurado. Sempre quis trazer minha mãe, mas ela é meio ortodoxa na cozinha e às vezes é duro vencer seus preconceitos. No caso do tailandês, foi difícil demovê-la da cisma de que todos os pratos levariam frango (ela tem aversão a qualquer tipo de ave), mas enfim consegui. Ela adorou o ambiente e examinamos o cardápio minuciosamente. É uma culinária de temperos fortes, mas eles têm o bom senso de colocar em cada prato uma legenda dizendo o quanto ele é picante (três estrelinhas, só os muito iniciados agüentam). Para abrir o apetite e preparar o paladar, eles servem numa colherinha um tira-gosto à base de frango, broto de feijão e temperos, picante nível 2: no primeiro contato a garganta até fecha, mas logo depois você se acostuma. Não pude deixar de comparar a sensação com outra coisa.

Abrimos os trabalhos com o Mix Dim Sun, com pares de 4 tipos do famoso pastel cozido no vapor, de origem chinesa: filé mignon com curry amarelo, peixe com gengibre, camarão, siri e porco e camarão com broto de bambu. Depois, mantendo o espírito de descoberta, pedimos um mix de quatro entradas. Ela enlouqueceu com a salada de fios de manga verde com truta defumada ("muito diferente, nem reconheci os ingredientes") e eu gostei mesmo dos Goi Cuon, rolinhos-primavera vietnamitas de camarão, broto de feijão e picles de cenoura, envoltos em papel-arroz e mergulhados em dois molhos picantes que se completavam à perfeição (os rolinhos pedidos fora do mix vêm só com o molho de limão; nesse caso, tem que pedir pra trazerem o outro, agridoce). Vieram ainda quatro trouxinhas de frango com coentro (que comi) e dois camarões levemente empanados com alho e pimenta preta (que ela comeu).

Mas foi nos pratos principais que tivemos as melhores surpresas. Ela pensou em pedir o Gaeng Kua Saparood (camarões com abacaxi, leite de coco e curry vermelho), mas ficou com medo das duas estrelinhas do menu e optou por uma preparação mais suave, com leite de coco, capim-limão e curcuma (Kung Ton Kati Kamin). E eu tive outra daquelas experiências gastronômicas únicas com o Ikan Moolee, apelidado de "Malásia". É uma posta de dourado bem macia, marinada em tamarindo, preparada com leite de coco, capim-limão, gengibre, pimenta, castanha-de-caju e curcuma. Leitores queridos, não deixem de ir ao Nam Thai uma vez na vida para comer esse prato maravilhoso, o molho é de lamber o prato de tão saboroso, ainda que delicado. Um dos melhores pratos de peixe que comi até hoje!

Encerramos dividindo um crocante de creme de coco com gengibre, que era tipo um primo-irmão da crème brulée francesa. E agora, enquanto escrevo estas linhas, lá está minha mãe ao telefone, feliz da vida, contando para as amigas cada detalhe do nosso banquete tailandês. Afinal, com quem vocês acham que eu aprendi a gostar tanto assim de comida?


[Obs.: as fotos são de outros pratos, tirados do site, pois esqueci a câmera em casa].

14 comentários:

Jack disse...

Só conheço o do Rio, na rua Rainha Guilhermina, e adoro! Bom saber que tem em São Paulo também.

كَارْلُوسْ - Ashraf disse...

Wow... que dica excelente.
Vou log conhecer. Thanks ;)

كَارْلُوسْ - Ashraf disse...

Ué... para mim você conhecia este meu blog. Anyway, te respondo aqui no seu e você me responde no meu ok, por default, sempre no último post. Beijo. :)

Cigar Master disse...

Sempre aprecio sua visita.
Abraço.
Cigar.

Mans disse...

babei...
;D

Bud disse...

Não conheço mas pareceu legal:
Sobre o NYCNYC Sandwich Bar
Inspirada nas sanduicherias nova-iorquinas, o NYCNYC Sandwich Bar foi inaugurado em 2004 e atualmente com três endereços em São Paulo - Brooklin, Itaim e Market Place. A idéia é unir o ritmo acelerado dos grandes centros, como São Paulo e Nova Iorque, a uma alimentação rápida e nutritiva. Com base no fastfood saudável, difundido nos Estados Unidos, e aperfeiçoando os conceitos de qualidade, conveniência, saúde, tecnologia e hospitalidade o NYCNYC apresenta um cardápio com opções em sanduíches, saladas e ingredientes sofisticados. As filiais Itaim e Berrini oferecem espaço com acesso WiFi gratuito e tomadas para notebook, além do sistema de delivery. A unidade Itaim também disponibiliza espaço para a realização de festas e eventos.

Av. Juscelino Kubitschek,165 - Itaim Bibi

mgerzely disse...

Querido, vc é tudo de bom!!!as descrições dos pratos , dos sabores e da felicidade da "mamy" me deixaram babando...vou conhecer neste final de semana.Mais uma vez parabéns pelo seu blog, eu A-D-O-R-O!!!...beijo.

MARCUS disse...

A ESSE RESTAURANTE AINDA NÃO FUI, APESAR DE JÁ TER TIDO INDICAÇÕES PARA. COZINHA TAILANDESA CONHEÇO A DO HOUSE OF SIAM E ALGUNS PRATOS INSPIRADOS NELA DO MESTIÇO. AO LADO DA CULINÁRIA INDIANA (TANDOOR, GANESH)E INDONÉSIA (WARONG - HOLAMBRA), A TAILANDESA É UMA DAS MAIS SURPREENDENTES QUANTO A SABORES, GRAÇAS ÀS ERVAS E ESPECIARIAS, NAS QUAIS SOU VICIADO.

Dionísio disse...

Como carioca de Ipanema e que ADORA São Paulo, acho impressionante como vc consegue ruir com o velho antagonismo entre duas cidades historicamente rivais (se é que um dia existiu tal rivalidade...) Viva a elegâcia e a gentileza! Vou acabar me apaixonando por vc!! rsrs

uomini disse...

Este post me deu água na boca... meeesmo!

méffews disse...

nossa que fome!
e eu simplesmente amo comida tailandesa..
amo comida picante..
brigado pela dica

e parabéns pra sua mãe ;P

Anônimo disse...

já que voce gosta de comida italiana - na sua proxima viagem a Paris não deixe de ir ao Spaguetti Bar, fica no Marais, atras do George Pompidou: tem uma lasagna de salmão indescritivel e o spaguetti "do dia" é sempre uma deliciosa surpresa!
um abraço,
alex bez

Luca disse...

mmm que delicia...com certeza vou esperimentar na filial do Rio...e tambem queria conferir o outro thai o Sawasdee (Leblon & Sao Conrado@Fashion Mall)

Introspective disse...

Luca, o Nam Thai de SP foi transformado em outro restaurante maior e mais bacana ainda: o Ban Kao, que além da Tailândia cobre especialidades de outros países asiáticos! O chef é o mesmo. Já no Rio, o Nam Thai segue firme e forte e, se me permite o palpite, é mais gostoso que o Sawasdee (embora menos badalado & fervido).