sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Celebre um dia bonito comendo bem

Depois de uns dias bem feios, parece que São Paulo terá um fim de semana de muito sol. Nada como juntar os amigos e almoçar sem pressa num lugar bem gostoso. Para tirar o máximo proveito de um dia bonito (que sempre merece ser comemorado, ainda mais em uma cidade tão cinza), o melhor é escolher um restaurante com ambiente amplo e aberto, brindado com muita luz natural. Ou mesmo comer ao ar livre. Aqui vão algumas sugestões.

PRÊT no MAM. Vizinho ao prédio da Bienal, nosso pouco lembrado Museu de Arte Moderna tem um restaurante muito gostoso. O ambiente, envidraçado, integra-se ao parque do Ibirapuera, onde o museu está instalado. A cozinha é tocada com esmero pelo pessoal do Prêt à Manger, conhecido restaurante-bufê da rua Bela Cintra. Como na matriz, oferece diversas saladas e opções quentes de carne, frango, peixe e risoto, a R$39 por pessoa (sobremesas são cobradas à parte). Parque do Ibirapuera, entrada pelo Portão 3 (perto do Obelisco).

PITANGA. Numa ladeira íngreme da Vila Madalena, pertinho do fórum, esta charmosa casa amarela serve um excelente bufê de comida brasileira. As delícias têm dia certo da semana para aparecer. No sábado, quem quiser fugir da feijoada pode servir-se de pernil e de peixe assado ao molho de pitanga. No domingo, lasanha de cogumelos, ossobuco de vitela, costela ao mel e coelho ao vinho. O filé ao molho de queijo, sensacional, é servido às segundas e quintas. A parte fria tem saladas criativas. As mesas da entrada, rodeadas de plantas, são as melhores. Rua Original, 162, Vila Madalena.

BUTTINA. Num simpático sobrado a uma quadra da Praça Benedito Calixto, serve cozinha italiana honesta a preços idem. Uma especialidade são os gnocchis, em diversas variações e molhos. Atravessando o pequeno salão principal e indo para os fundos da casa, uma surpresa: uma espécie de mezanino envidraçado e um gostoso pátio enfeitado por jabuticabeiras, onde as mesas abusam da luz natural e são ainda mais aconchegantes. Rua João Moura, 976, Pinheiros.

CAPIM SANTO. Mesmo sem o charme do endereço original, na Vila Madalena, o Capim Santo continua sendo um dos lugares mais gostosos para aquele almoço demorado de fim de semana. A casa é cercada por árvores e um espelho d'água, em trabalho paisagístico caprichado. A chef Morena Leite gosta de acrescentar pitadas fusion às receitas brasileiras, servidas em bufê no almoço e à la carte no jantar. Os pratos com peixe e o picadinho são carros-chefe, assim como o imperdível brigadeiro de capim santo. Al. Ministro Rocha Azevedo, 471, Jardins.

PRAÇA SÃO LOURENÇO. Em estilo rústico-chique, o salão tem pé-direito alto e é rodeado por uma vistosa área externa, com mesas dispostas em meio a árvores e espelhos d'água (sim, igual ao Capim Santo), dando aos convivas uma agradável sensação de contato com a natureza. O bufê servido no almoço é bastante extenso - mas, na verdade, a verdadeira atração é o visual do lugar, não a comida. A frequência, essencialmente familiar, pode irritar aqueles que se incomodam com a presença de crianças. Rua Casa do Ator, 608, Vila Olímpia.

QUINTA DO MUSEU [foto]. Antiga residência transformada em espaço cultural, o Museu da Casa Brasileira expõe móveis e utensílios brasileiros e portugueses. O restaurante foi criado posteriormente, para alavancar o espaço. O cardápio tem massas, grelhados feitos no papillote e pratos brasileiros, como o bacalhau à Brás. O ambiente é uma atração à parte: as mesas são dispostas sobre ombrellones em um terraço que se abre para um jardim enorme e belíssimo. Um verdadeiro tesouro escondido em pleno caos da Faria Lima. Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano.

MANÍ. A casa, com paredes brancas e móveis de madeira envelhecida, faz uma linha rústica calculada, tipo uma "Trancoso interiorana". Os pratos são leves e seguem técnicas de execução típicas da nova cozinha espanhola, brincando com texturas e sabores. Alguns exemplos são o atum levemente grelhado com quinua, chutney de amoras e espuma de gengibre e a sobremesa "o ovo": sorvete de gemada com espuma de coco e coquinhos crocantes. É evidente que o lugar finge ser despretensioso e na verdade se leva a sério demais, mas a comida é boa e o ambiente, claro, arejado e agradável, com direito a algumas mesas em um pequeno quintal. Rua Joaquim Antunes, 210, Pinheiros.

7 comentários:

Wagner disse...

Bah, esta eh a melhor parte de estar numa cidade cosmopolita: todos os gostos e preferências são atendidos! Eu gosto dos vegetarianos, principalmente apfel e nutrissom! Tem um hare krishna perto da Augusta, cujo nome me esqueci agora que tb é ótimo! Abraços!

Fabiano (LicoSp) disse...

Nossa tanto lugar q parece ser interessante e não conheço nenhum deles.

Preciso sair + por SP

Marco disse...

Conheço todos e são excelentes. Ma s uma vez Vc arrasa nas indicações. Não se Vc conheçe 2 lugares super agradavéis e com ótimo custo beneficio. Beth Conzinha de Estar ( Rua Pedroso Alvarenga, 1061 - Iatam Bibi ) e Empório Delícia Mineira ( Rua Tangará ,213 - Vila Mariana ).Abraço .....Marco Ribeiro

Pegante disse...

* sou órfão do Capim Santo original. perdeu metade da magia ao se mudar;

* Pitanga: os preços vão subindo conforme o dia da semana. se puder, melhor ir na 2a/3a feira!

* Buttina: faltou um detalhe muito importante! Sabe o episódio de Sex and the City em que a Carrie cisma que Mr. Big a leva sempre num restaurante X pois ali ele não será visto por conhecidos ao lado dela? Pois é... o Buttina é versão paulistana disso pro mundo HT.

r5 disse...

tem www.josephine.com.br na vila nova conceição. tb gostoso para dias lindos.

introspective disse...

Marco, estou guardando o Beth para outro post, só com os "quilos premium" de SP. O outro eu não conheço.

r5, já falei sobre o Josephine no blog... procura em "rankings" o meu post sobre os meus 10 sanduíches prediletos, o Toulon tá lá! (e já recebi comentário de leitor agradecendo a dica depois...)

Marco disse...

Que bom saber que Vc irá mencionar a Beth Cozinha de Estar no " quilos premium " e o outro Empório Delícia Mineira vale a pena vc incluir tambem no " quilos premium ". Tem um pastel de angu recheado de bacalhau, ou carne seca e outros recheios que é de comer rezando. Abraço...Marco Ribeiro