terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Rio ou Floripa ? O meu veredito

E vamos logo escrever aquele post com o meu ponto de vista sobre o dilema do Carnaval 2007 (Rio x Floripa), antes que a polêmica fique velha.

Não vou puxar a sardinha para o lado do Rio ou de Floripa, mas sim colocar alguns fatores que levariam a cada uma das opções, e deixar que cada um faça sua escolha. Acho isso mais bacana do que fazer propaganda unilateral de um destino. Já passei vários carnavais nas duas cidades e acho que tenho know how para opinar.

Antes disso, tenho 3 considerações a fazer:

i) A cena carioca pode ter escorregado feio nas festas de réveillon, mas isso não chega a ofuscar o Rio como um destino de carnaval. Há que se lembrar que existe todo um contigente de pessoas que curte outros tipos de festa (desfilar na Sapucaí, por exemplo) e vai continuar indo pro Rio como sempre foi, e um enorme exército de gringos que está alheio a novas modinhas internas e vai continuar considerando apenas a Cidade Maravilhosa como opção. O Rio não vai ficar morno da noite pro dia.

ii) Muitos usam os investimentos da The Week como pretexto para alegar que Floripa é the new place to be e o Rio é passado. Eu discordo. Na minha opinião, se André Almada está jogando pesado em Santa Catarina, é porque sabe que no Rio ele teria que enfrentar uma briga de foice com Fábio, Rosane, Téo & cia., com resultados no mínimo incertos, enquanto que na ilha ele encontrará um mercado de noite muito mais capenga e por isso mesmo mais receptivo, que dará todo o espaço para a The Week brilhar e sair bonita na fita. A TW não investe no Rio porque no Rio não há espaço pra ela, só isso.

iii) É muito saudável que exista uma migração de pessoas do Rio para Floripa, e que se consolide a ilha como uma segunda cena de carnaval forte. Se podemos ter vários destinos bombando, isso é sinal de que o mercado está crescendo, e isso é legal pra todo mundo. É muito mais chato ter só uma opção realmente boa.


CINCO RAZÕES PORQUE VOCÊ DEVERIA ESCOLHER FLORIPA:

1) DEMOCRACIA E DIVERSIDADE. No Rio de Janeiro você é absolutamente invisível se não tiver bração, peitão e tanquinho (e isso não vale só para o meio gay; ser ostensivamente sarado é um requisito de aceitação em todos os ambientes cariocas). Já em Floripa o apreço pela beleza física continua dentro do limite saudável - não existe essa "ditadura barbie", há espaço para outros tipos de beleza, todos encontram um lugar ao sol (incluindo aí as próprias barbies).

2) PRAIAS. Floripa dá de dez nesse quesito. Se as praias urbanas do Rio já perdem a briga em outras épocas, no Carnaval elas ficam imundas, tanto a areia como a água. A Farme em particular fica parecendo um cortiço à beira-mar, dá nojo pisar lá. Já na ilha o babado rola num cenário muito mais bonito - a Praia Mole - com opção de dar alguns passos e acabar num verdadeiro paraíso - a Galheta - onde pode rolar basfond ou não (a escolha é sua). Sendo que, se for o caso de pegar o carro e fugir do pombal, só na ilha você tem mais de quarenta praias a escolher. O Rio tem a Barra, a Reserva e, quando muito, Itacoatiara (mas você iria até Niterói ?! sei !).

3) SEGURANÇA. Nem preciso falar que de modo geral há muito mais violência no Rio (o que não quer dizer que Floripa seja um oásis de calmaria; nessa época não faltam ladrões sazonais querendo uma fatia do patrimônio dos turistas). Mas a situação do Rio é ainda pior: além dos bandidos de sempre, consta que aqueles velhos pitboys de Ipanema estão saindo de suas tumbas (do armário eles não saem...) para promover a volta dos coiós e do terror homofóbico sobre o público da Farme.

4) NOVIDADE. Bem ou mal, o Rio tem sido por muito tempo o principal destino de todo mundo. É bom variar. As festas do réveillon carioca foram todas meio caídas, um claro sinal de que a cena de lá precisa de renovação. Nem a pool party da Rosane (que no carnaval 2006 era apontada como "o futuro da cena carioca") se sobressaiu: a locação que ela conseguiu infelizmente não chega nem aos pés da saudosa Estação do Corpo. O público quer novidades, e o Rio ainda não se mexeu o suficiente para isso. E vamos combinar: o Rio a gente freqüenta o ano todo, é fácil de ir em qualquer fim de semana. Não precisa ser Carnaval... já Floripa pede uma ocasião especial, e é essa a melhor hora para se visitar a ilha, pelo menos para quem quer ferver.


5) AMIGOS. Para muitos, o melhor Carnaval é aquele em que seus amigos estarão. E, seja pelo "bode" de Rio, seja pelo chamariz da The Week, seja pela simples vontade de arriscar, muita gente está apostando em Floripa neste ano - não só os habituais paulistas e sulistas, mas brasilienses, mineiros e até alguns cariocas. Por isso, se seus amigos resolveram descer para Santa Catarina, você tem mais um motivo para ir também.


CINCO RAZÕES PORQUE VOCÊ DEVERIA ESCOLHER O RIO:

1) ESTRUTURA. Floripa com chuva pifa. Se São Pedro fica de mal da região Sul do País (que é a primeira a receber as frentes frias da Argentina !) e o tempo fecha, não há o que fazer, não há plano B. Floripa não tem estrutura, não tem gastronomia, não tem cultura, não tem nada. Até o número de salas de cinema é pífio. Já no Rio... os humores também azedam quando o tempo fecha, mas dá pra escapar do fracasso de diversas maneiras. Bons restaurantes, bons centros de compras, um bom circuito cultural e, por que não, uma sauna movimentadíssima garantem ocupação enquanto as festas da noite não chegam.

2) CIRCULAÇÃO. Em Floripa você precisará de carro para tudo, e só Deus que vê tudo lá de cima sabe como o trânsito em Floripa é uma merda. A hora da saída da praia é um horror: o engarrafamento começa no final da Mole, dá a volta na Lagoa da Conceição e se prolonga em direção ao Centro. No Rio, você faz praticamente tudo a pé o tempo todo (quando muito, num ônibus rapidíssimo se você está hospedado no começo de Copa) e só vai pegar um táxi (baratinho, se comparando com os pouquíssimos da ilha) na hora de ir para a festa.

3) CORPOS. Já falei sobre isso mais acima, mas o que pode ser inconveniente para alguns é certamente muito bem-vindo para outros. Se seu negócio é corpão acima de tudo, seu lugar é e sempre será o Rio. Tem corpão galã (sim, daqueles lindos de morrer), corpão camarão (corta-se a cabeça e come-se o resto), corpão cafuçu (rústico e viril), corpão frutinha (que às vezes só se revela como tal na hora H), corpão michelle (vem com taxímetro acoplado), corpão poliglota (pencas de gringos que fazem as circuit parties mundo afora) e corpão semi-analfabeto (que, não raro, acaba se engraçando pelos corpões da categoria anterior). De todas as cores e tamanhos.

4) VERSATILIDADE. O Rio pode até focar demais nas barbies, mas seu Carnaval também tem opções para as outras tribos e é o mais completo para atender a todos. As barbies batem cartão na Farme e nas festas dirigidas a elas (X-Demente, Pool Party etc.), os modernos encontram seus pares nos clubes Dama de Ferro e Fosfobox e em festinhas de electro, e quem prefere uma diversão mais, digamos, bagaceira se esbalda no pós-praia do Bofetada, na sempre lotada Le Boy e nos babadeiríssimos bailes do Elite, onde rola de tudo (de tudo meeesmo: barba, cabelo & bigode !). E você ainda pode transitar entre esses universos, combinando os ingredientes à sua maneira e montando um roteiro pessoal rico e único - coisa que Floripa jamais poderá te dar.

5) MÚSICA BOA E VARIADA. Em Floripa, 110% das festas e projetos para esse carnaval é de house tribal, e, mais ainda, de qualidade variada - não são poucas as chances de você acabar dublando "Alone" mais de uma vez no seu Carnaval. Já o pacote Rio de Janeiro dá de brinde um time considerável de bons DJs gringos de vários estilos diferentes. Tem DJ Hell na sexta, Deep Dish no sábado e, dizem, Peter Rauhofer na segunda e na terça. Ah sim, e se a sua praia é house tribal mesmo, ainda tem Tony Moran, Offer Nissin, e a inevitável overdose de Ana Paula nas duas X-Dementes. Musicalmente, é Rio mesmo e não tem pra mais ninguém.

4 comentários:

Giant Man disse...

Coisas que não são encontradas em guia algum!
Ótimos textos, infos preciosas.
Parabéns e bom retorno pré-carnavalesco.
Abração!

Ricardo Heleno disse...

Continue assim, e parabéns pelo Blog

Fernando disse...

Só me fez ter certeza que devo continuar indo para o RJ e deixar Floripa pra uma época menos badalada
Abs

Anônimo disse...

po floripa no carnaval é muito ruim!! rio de janeiro com certeza é muito melhor, voce pode se divertir sem gastar muito dinheiro, bebidas no rio é mais barato e lanches tambem, agora fazer uma refeição completa em floripa sai mais em conta, mas fora disso o rio é melhor em tudo menos em segurança.