quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Carnaval de Floripa, num caleidoscópio sem lógica

De 2008 pra cá, o crescimento do Carnaval gay de Floripa saltou aos olhos: a muvuca em torno do Bar do Deca agora se esparrama até as pedras do canto esquerdo e mais uns 50 metros em direção à metade hétero da Praia Mole. Orkutização define. Não sei se tem a ver com esse boom, mas faltou luz dois dias seguidos nas imediações. Chinelo Calvin Klein Jeans is the new sunga Aussiebum: mais carne-de-vaca, impossível. Receita de sucesso? Estômago vazio, bee. Pro abdome ficar chapadinho e fazer bonito na praia, pra onda bater mais rápido, pra conseguir achar a comida do Bar do Deca comível. Por esse mesmo motivo, passei bem longe do Bistrô Isadora Duncan, Mar Massas, Patagônia, Café Riso ou qualquer refeição que pudesse ser comida com garfo e faca: sobrevivi basicamente à base de uns poucos sanduíches naturais e muitos sucos-vitaminas-exóticos (hits absolutos: os servidos pelo Oculto, que veio substituir o antigo Quiosque da Mole). Com uma estrutura majestosa, staff ultramegacordial e eficiente, vibe lá em cima e homens lindos saindo pelo ladrão, a The Week Floripa em 2010 esteve próxima do impecável. Pra não dizer que foi absolutely flawless: levei um certo tempo para digerir os ingressos a R$150, e achei uó o bar vender Pepsi (mas quem se importa? o povo se jogou no Gatorade). Bem que eles podiam adotar o sistema de "dinheirinhos The Week" o ano todo, fikadika! Sensacional mesmo foi a derradeira pool party de terça, que terminaria à 1h, ser esticada em três horas por conta do set-surpresa de ninguém menos do que Mr. Peter Rauhofer, que já tinha feito long set na véspera e ostentava um raro bom humor. E que obsessão é essa que o Peter tem com "Everybody Wants To Rule The World" do Tears for Fears, hein? Será que alguém foi à Concorde neste Carnaval? Maniqueísmos à parte, André Almada passou o rolo compressor sobre a concorrência: todas as bunitas bateram cartão na TW nos cinco dias em que a casa funcionou, incansáveis. Se Floripa em si era só ais e uis com tantas beldades, na TW rolou a peneira da peneira. Quem quiser aparecer em 2011 precisa investir no corpitcho desde já, and I mean it! Este foi meu quarto carnaval na ilha, e posso dizer: nunca vi tanto homem bonito all around. Chega uma hora em que você fica até anestesiado. E olha que desta vez não deu tempo de ir pra Jurerê, Campeche, Itajaí, Balneário: fiquei só no circuitinho Mole-TW mesmo. Aliás, o Carnaval daqui tá ameaçando o do Rio neste aspecto. É claro que o Rio é de se descabelar e bater com a cabeça na parede no quesito "corpos pecadores". Só que ali a beleza é muito mais massificada e homogênea: no gueto gay, às vezes parece que só existe aquele tipinho barbie-michele-pseudomarrenta-de-corrente-grossa-que-pega-no-pau-por-cima-da-calça-e-quer-se-encostar-em-um-namorado-gringo-rico, enquanto em Floripa existem vários tipos de beleza (e olha, o pessoal do Sul aprendeu a moldar o corpo direitinho! a inocência de outrora se foi, meu bem!). Agora, um ponto para o Rio: eu não aguento mas descer trilha e subir trilha enlameada para ir e voltar da praia, e ficar com a perna toda imunda e as unhas profundamente encardidas mesmo depois de um banho demorado! Ainda bem que é a locadora que vai limpar o assoalho do carro... Por outro lado, o serviço nos bares e restaurantes em Floripa consegue ser tão ruim quanto o do Rio: é menos grosso, mas muito mais demorado. De Salvador para mais! A Lei Seca parece inexistir em Florianópolis. Se tivessem colocado uma blitzinha que fosse na estrada que liga a Praia Mole à Barra da Lagoa, metade de São Paulo teria saído presa, for sure. Estou fazendo uma enquete com os amigos mais atentos sobre qual foi o hino do Carnaval 2010 de Floripa, e todos apontam para uma música instrumental, que começa "pam pam... pam pam pam pam pam pam". Assim fica difícil, né! "Sweet Disposition" (Axwell & Dirty South Remix), do Temper Trap. Outra que rendeu bastante foi "Sweet Dreams", da Beyoncé (mas não sei em qual remix). Claro que o ladygaguismo marcou presença, mas, mesmo assim, ouvi bem menos "Bad Romance" do que eu esperava. Uó mesmo foram os temporais do fim da tarde - e ficar preso dentro do Bar do Deca até a tormenta passar, enquanto guardassóis voavam, grelhas de queijo coalho idem, calhas e toldos despejavam as Cataratas de Paulo Afonso e bichas desesperadas se debatiam, numa espécie de 2012 gay. E, no melhor estilo limões-que-viram-limonada, os espertos reinventaram a própria sorte e transformaram o que seria um simples refúgio bagaceiro contra a chuva num beach club bombadíssimo. Ah, o poder da vodka! Aliás, foi esse mesmo feitiço que embalou a feitura deste post verborrágico, que estou despejando freneticamente no teclado de uma lan house cheia de argentinos com franjas emo. No cansaço físico e mental em que me encontro, o relato deste Carnaval não poderia ter sido feito de outro modo. Continuo amando o Rio com todas as minhas vísceras (confesso que no começo até me senti culpado, traindo a Cidade Maravilhosa), mas estou seriamente tentado a repetir Floripa em 2011. O Rio, eu já tenho a sorte de frequentar várias vezes por ano, graças a Deus. Mas Floripa tem um descompromisso e um astral de praia e férias que o purgatório carioca da beleza e do caos jamais conseguirá ter, sorry. Vou mandar logo pro ar este post, pro assunto não ficar velho, mas ainda tenho 24 horas em Floripa, com direito a uma edição manezinha do Café Com Vodka, daqui a 45 minutos [update: foi incrível! terraço com vista linda, gente idem e a Cella arrasando no som] e, oxalá, um lindo dia de sol e praia amanhã. Porque Floripa pode ter 1001 encantos mas, para mim, nenhum deles bate a praia da Galheta. Aquele lugar me devolve o equilíbrio, zera meus contadores, pacifica meus sentimentos, é um lugar único onde consigo estar em contato comigo mesmo. Amo! E não, seus maldosos, isso não tem nada a ver com a tal ecopegação (assunto que poderia render um post próprio ou até uma tese de mestrado, mas, como diz o ditado, "what happens in Vegas stays in Vegas")! Espero que todos tenham aproveitado o Carnaval, até a próxima!

21 comentários:

Anônimo disse...

como sempre, amei Thi ver... um beijo e um loooongo abraço, daqueles que só nós sabemos dar um no outro.

Daniel disse...

Gente, sobrou o que para eu comentar?
parece até que eu e você passamos o carnaval no mesmo lugar e nos vimos todos os dias. Hey, wait a minute...

liu disse...

boa ressaca!
e vê se pega com alguem - sóbrio - o noeme da msx do carnaval!
;)

Paparazzo Campinas disse...

Acho tão uó quando vc fala de como o corpo das pessoas devem ser, mas o resto está tudo ok.
Floripa realmente é maravilhosa e tem de tudo pra todos.

Anônimo disse...

Quando vc diz que a TW passou a peneira, eram homens bonitos estilos Belami e Falcon ou
seus vulgos cafuçus ? Baianinhos moreninhos de 1,70m que a única coisa que tem para oferecer é um six pack e big dick ?

Leandro (Lex) disse...

So bad não nos encontrarmos em Floripa. Fica pra 2011... Ou alguma oportunidade RIO/SP durante esse ano! =D

Ah! E se descobrir o nome do hino, me manda que eu to hipnotizado nela!

VORNEI disse...

O MELHOR BALANCO DO CARNAVAL EVER...
MAO DEU PRA FICAR PRO CARNAVAL...MAS TIVE UM GOSTINHO UMA SEMANA ANTES.
SONHEI A CADA PALAVRA DO SEU TEXTO INPECAVEL.
LUXO...AGORA O ANO COMECA!
BEIJO VORNEI

Diógenes de S. disse...

Está na hora de posts mais bacaninhas, não acha? O mesmo sempre enjoa. E carnaval, então, meodels!

Diego Silva disse...

Opa! Estava em Floripa...hehehe...acho que sei quem é agora depois deste Carnaval...
Também postei minhas impressões de Floripa em meu blog.
Um forte abraço!

www.sempretudoaqui.blogspot.com

Anônimo disse...

O Rio continua lindo, com o carnaval maravilhoso!!
Me estranha você achar que não exista lugar para todos!!!!
Beijos

Anônimo disse...

Thiago, adoramos ver vc nesse carnaval. E muito legal seu post sobre o assunto!! Ah, tambem fiquei impressionado com a educação e o preparo do staff, incluindo a gentileza dos seguranças. Para mim, as festas foram perfeitas! Ja estou com saudade. Grande abraço
Marco de BH

Introspective disse...

Anônimo 1 (que eu sei quem é): Também adorei te ver, meu lindo. Os nossos abraços são só nossos! Que bom... Beijão!

Daniel: Olha, se não foi com você que eu passei o Carnaval, então foi com um cara bem parecido! Sua mistura topete & wayfarer está fazendo escola! ;)

liu: Ressaca nunca é boa... se bem que amanhã já é sábado, e de repente... já viu, né...

Paparazzo Campinas: Não sou eu que dito isso, honey. Mas é a impressão que eu recebo o tempo todo. Mas fico aliviado em saber que existem pessoas que pensam diferente, porque corpo realmente não é tudo e nem deveria ser o mais importante!

Anônimo 2: Bel Ami, Falcon, o que vc quiser! Aliás, já que você falou em cafuçus, se eu vi uns 10 o Carnaval inteiro, foi muito (eu não acharia ruim ter visto mais). Você que pelo visto faz a linha ariana-racista, com certeza não iria se desapontar com Floripa.

Leandro (Lex): Eu realmente não vi você por lá. Mas será que eu te reconheceria? Se você vier, avise. Se descobrir a origem do pam-pam-pam, também! ;)

VORNEI: Agora o ano começa... mas minha cabeça ainda está nas ondas da Galheta quebrando na areia!

Diógenes de S.: Carnaval costuma ser uma experiência pessoal bem marcante no ano, pelo menos pra mim, então eu não pude deixar de registrar. Até porque blog é um espaço pessoal, né não? Pena que não gostou!

Diego Silva: Já li seu texto. E, como vc, eu tb já tirei muitas sonecas que forma fatais. O jeito é pensar: não era para ter sido diferente! Mas pelo visto vc aproveitou bem...

Anônimo 3: Como assim, eu achar que não exista lugar para todos??? Nada a ver, discordo completamente. Alíás, se você ler meus posts dos Carnavais passados (especialmente o 2009, maravilhosamente passado no Rio), vai ver que eu sustento justamente o contrário disso! Tenho absoluta convicção de que temos pelo menos dois Carnavais incríveis. E não descarto que Salvador também seja, de seu jeito!

Marco de BH: Também adorei vê-los e dividir um pouco da pista com vocês, amigos! Um beijo carinhoso pros dois.

Too-Tsie disse...

Quando você tuitou que estava em Cumbica, eu também estava, mas como foi por sms, acho que você não leu! Pior que eu estava numa fila IMENSA de check in para o vôo charter, não tinha como sair.

Fico feliz que tenha sido surpreendente o seu carnaval, o meu também foi, com muito menos colírio, mas igualmente divertido.

Carlos Zeuxis Paim disse...

Tudo a ver o teu post... eu que vou ha dez anos para floripa em todas as estações do ano e todo feriado nacional (páscoa, férias de inverno, férias de verão, carnaval etc...) concordo com tudo o que vc escreveu no teu blog. Como moro perto (Porto Alegre) e a vôo soh demora 45 minutos ou de onibus 6h, da sempre para dar uma pernadinha no Jardins dos gaúchos (haushuahus)... Parabéns pelo post. Gostei muito brother!

Anônimo disse...

Ola...
Só vou falar do peter pós cox que curtimos e do bullet saúva...que tal?
Abraços da montanha
Marcao

railer disse...

cheguei aqui via o chato no ar. gostei do espaço.

abraços!

Leandro K. disse...

eu NUNCA vou entender esses preços de festa com DJ que superam show de música pop. não comparo qualidade nem nada, mas pagar 150 num show que traz uma puta infraestrutura faz sentido. 150 num dj que traz CDs e pick-up (qdo mto)? acho bizarro. me lembra a famosa máxima de que brasileiro adora pagar caro pelo "status".

ludo diniz disse...

Mas Salvador vem avançando no quesito gay. E não falo do Beco da Off ou Crocodilo, falo dos que seguem o Asa, vão com as amigas no Harém e tomam sol em piers na Baia de Todos os Santos.
Na minha opinião Salvador esse ano bateu longe o Rio no ano passado.

Marcelo disse...

passei meu carna no nordeste, fora do circuito.
E recebi comentários que o carnaval de 2009 em floripa foi melhor q este ano. será ?

mariana disse...

Concordo com Tudo !!!! Esqueceu a Concorde com sua pista girando (e o povo bonito da ilha girando lá) e Joe Welch levantando o povo do chão. Ano que vem tem mais, levo minha maquina de fazer bolhas de sabão de novo !!! A gente se vê - Mark CWB

Anônimo disse...

apices de deslumbramento....
e nada de querer envelhecer ....
drogas e carao, realmente disso que precisa o Brasil....