sábado, 4 de outubro de 2008

... e a bíblia alternativa

O amigo blogueiro Celso Dossi, uma das pessoas de maior presença de espírito do meu círculo social, fez um comentário pertinente sobre meu post anterior, a respeito do Guia Comer & Beber. Ele disse que acha a revista Veja São Paulo "descaradamente vendida" (mas ressalvou que assina e adora) e perguntou se eu não achava que essa edição especial era "patrocinada".

Querido, essa é uma discussão que nós também temos aqui em casa - quando mostrei à minha mãe os vencedores deste ano, acabamos caindo nesse assunto novamente. Os textos bem redigidos me agradam e muitas vezes servem como um primeiro filtro, mas depois sempre tiro a prova para fazer meu próprio julgamento. No fim das contas, acabo usando o Guia mais como um catálogo de endereços, um diretório bastante funcional que me ajuda a satisfazer alguma necessidade específica (outro dia, por exemplo, amigos cariocas me perguntaram onde tomar uma boa sopa em SP e eu, que não tenho esse hábito, não sabia o que responder) - ou quando quero simplesmente variar.

A boa nova é que, em breve, quem tem um pé atrás com o guia da Vejinha terá uma alternativa. A principal concorrente, a revista Época, está correndo por fora para apresentar a sua versão do produto. A Época São Paulo, que sai uma vez por mês (alguém sabe se a revista está fazendo edições similares em outras capitais?), tem trazido um ótimo roteiro de restaurantes, bares e baladas. O projeto gráfico caprichado tem pitadas de VIP e Maxim, enquanto o logotipo é descaradamente chupado da Rolling Stone, e as resenhas têm uma pegada menos pomposa e mais arejada que as da Veja. Agora, a equipe da revista está preparando sua edição especial O Melhor de São Paulo. O trabalho de meses virá ao mundo em novembro. É esperar para ver.

Bom, aí você vai me dizer que, se a Veja é "vendida", qualquer coisa que venha das Organizações Globo deve ser vista com o triplo de desconfiança. Concordo, mas não é assim com qualquer veículo de comunicação em massa? Se quiser independência, vá ler um blog (e pior que nem todos se encaixam nisso, não é mesmo?). Os cariocas, que consomem O Globo sem sofrer com questionamentos desse tipo, já têm sua opção ao guia da Vejinha: a edição especial Rio Show Gastronomia, que veio com o jornal do domingo passado e também está bem bacana.

4 comentários:

Anônimo disse...

Hj saiu a vejinha com os restaurantes do balneário. Acho que vc deveria ler também a revista de domingo do JB.

Celso Dossi disse...

Eu acho ótima (principalmente porque nessa edição veio um mapa dos campeões), mas creio que tem uma caixinha pro véio cego, sim.
Teve uma edição especial da Época chamada "50 Razões Pra Você Amar São Paulo" e, dentre óbvias como "O Copan", a "25 de Março", tinha: "Luana Piovani finalmente voltou pro Rio". HAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAAH

M@noelBR disse...

Esses bons posts deveriam ter também "jornalismo" como marcador.

M.I.M.B. disse...

que nada! o poperô viaja rápido. o que demora (e quase sempre nem chega) é coisa fina de verdade, tipo isso http://m-i-m-b.blogspot.com/2008/10/niyi.html ou isso http://m-i-m-b.blogspot.com/2008/09/fan-death.html
e que honra receber um comentário seu. :)